| |     latinica | english  
Página inicial
Apresentação as cartas credenciais da Senhora Embaixadora da República da Sérviaao Senhor Presidente da República Portuguesa

A Embaixadora da República da Sérvia, Senhora Ana Ilic, apresentou as cartas credenciais ao Senhor Presidente da República Portuguesa, numa cerimónia no Palácio de Belém.

 

***



Visita a exposição de fotografia ,Beograd Concrete’

Bojana Didic, encarregada do negocios a.i. visitou a exposição de fotografia ,Beograd Concrete’ da artista portuguesa Inês d’Orey. Agradecemos o convite de Ana Matos, diretora artística da Galeria das Salgadeiras em Lisboa. 

*** 



Participação no Concerto no âmbito do Festival Internacional De Música De Marvão 2022, 30 Julho

Bojana Didic, encarregada de negócios esteve presente no Concerto Ammaia com a Orquestra XXI a convite de Sua Excelência o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa no âmbito do Festival Internacional De Música De Marvão 2022.



Reunião do Ministro dos Negócios Estrangeiros Selaković com o Chefe da Delegação da UE e os Embaixadores dos Estados-Membros da UE

 

 

02 de Março de 2022

O Ministro dos Negócios Estrangeiros, Nikola Selaković, reuniu-se hoje com o Chefe da Delegação da UE, Emanuel Giofre, e os Embaixadores dos Estados-Membros da UE acreditados na Sérvia.

Selaković informou os embaixadores presentes acerca da Conclusão do Conselho de Segurança Nacional - adoptada pelo Governo da Sérvia em 27 de Fevereiro - relativa à situação na Ucrânia.

O Ministro sérvio dos Negócios Estrangeiros afirmou que a Sérvia considera profundamente lamentável a eclosão da crise e do conflito na Ucrânia, enfatizando que a Sérvia crê ser errado violar a integridade territorial e a soberania de um qualquer Estado, como no caso da Ucrânia. A este respeito, o Ministro dos Negócios Estrangeiros Selaković reiterou que a Sérvia insiste claramente no respeito pelos princípios do Direito Internacional, salientando que este é o fundamento da política externa sérvia.

Selaković sublinhou que a Sérvia apoia totalmente as negociações entre as duas partes e todos os esforços internacionais credíveis para encontrar uma solução política pacífica para a crise na Ucrânia.

O Ministro salientou ainda que a Sérvia continuará consistentemente a manter a paz e a estabilidade na região sudeste da Europa durante estes tempos difíceis, acentuando que os desafios modernos mostram que todas as divergências no nosso continente devem ser resolvidas por meios pacíficos e através do diálogo.

***

 



Faleceu o embaixador Oliver Antic



O Ministério dos Negócios Estrangeiros informa com pesar que o nosso estimado colega, o Embaixador da República da Sérvia em Portugal, Oliver Antić, faleceu hoje em Lisboa após um acidente.

Lembraremos dele como um excelente professor, um grande patriota e um jurista de mente e  palavras afiadas.

O seu profissionalismo e dedicação como embaixador do nosso país serão lembrados, bem como o seu contributo para um aprofundamento das relações entre a Sérvia e o Portugal.

O Ministério se solidariza com a dor da família, dos amigos e colegas do Embaixador Antić.

Na terça-feira, 22 de fevereiro, das 10h às 14h, será aberto o Livro de condolências no prédio do Ministério dos Negócios Estrangeiros, Kneza Miloša 24 (entrada cerimonial na esquina com a Rua Nemanjina). Também será aberto um livro eletrônico de condolências em: protocol@mfa.rs.

 Os detalhes da data da comemoração e do funeral serão divulgados posteriormente.



Artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic, publicado no DN sobre 140 anos de relações diplomáticas entre Portugal e a Sérvia, 14 Fevereiro 2022

Artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic, foi publicado no DN sobre 140 anos de relações diplomáticas entre Portugal e a Sérvia, 14 Fevereiro 2022. O artigo se pode encontrar aqui.  

***



Belgrado terá Centro para a Quarta Revolução Industrial

7 de Fevereiro de 2022

A Primeira-Ministra Ana Brnabić esteve presente hoje, em Genebra, na assinatura do Acordo para o Estabelecimento do Centro para a Quarta Revolução Industrial do Fórum Económico Mundial na Sérvia, o primeiro do género nos Balcãs Ocidentais.

O acordo foi assinado na sede do referido fórum pelo Diretor do Departamento das Tecnologias de Informação e Governo Eletrónico, Mihailo Jovanović, e pelo Director Administrativo e Chefe do Centro do Fórum para a Quarta Revolução Industrial, Jeremy Jűrgens.

O centro na Sérvia será o 16º da rede de centros do Fórum Económico Mundial no mundo e o primeiro na região dos Balcãs Ocidentais.

O novo centro começará a operar no dia 1 de Março e funcionará como uma organização sem fins lucrativos e uma plataforma de parceria público-privada e cooperação para a Quarta Revolução Industrial, cujo foco do trabalho será a inteligência artificial e bioengenharia.

O centro funcionará dentro do Gabinete para as Tecnologias de Informação e Governo Electrónico do governo da Sérvia e cooperará com institutos científicos, instituições estatais e o sector privado.

A assinatura deste documento contou ainda com a presença do fundador e Director Executivo do Fórum Económico Mundial, Klaus Schwab, e do Presidente do Fórum Económico Mundial, Borge Brende, com quem A. Brnabić já se havia reunido anteriormente.

Em declarações à imprensa, Brnabić salientou que este acordo é o resultado de muitos anos de trabalho conjunto entre a Sérvia e o Fórum Económico Mundial.

Iniciámos as conversações em 2018, assinámos um Memorando de Entendimento, 2020 atrasou-nos um pouco, mas continuámos o planeamento em 2021 e aqui estamos hoje, afirmou.

Segundo a Primeira-Ministra, o foco do centro será o desenvolvimento da inteligência artificial, a biomedicina e a biotecnologia, assim como as formas como a digitalização pode aumentar a produtividade das empresas e da economia em geral.

Acresce ainda o facto de induzir salários mais altos, um melhor padrão de vida, bem como uma economia baseada sobretudo no conhecimento, na criatividade e na inovação, sublinhou A. Brnabić.

Hoje, recebemos um grande reconhecimento por tudo o que a Sérvia tem feito no campo da digitalização, desenvolvimento de altas tecnologias e mudança de paradigma - de uma economia baseada no investimento intensivo em mão-de-obra para o desenvolvimento digital.

É por isso que este acordo mostra que a Sérvia foi reconhecida como um dos líderes na economia e na indústria das TI nos últimos seis anos, salientou a Primeira-Ministra, considerando que este é um prenúncio do início de uma cooperação ainda mais estreita entre a Sérvia e o FEM.

Acrescentou ainda que haverá uma reunião conjunta dos 16 centros do FEM para a quarta revolução industrial todos os meses, na qual será discutida a actuação de cada um, sendo que cada centro tem um foco diferente.

Desta forma, poderemos saber mensalmente o que todos estão a fazer e aprender uns com os outros; tenho a certeza que o centro de Belgrado será um dos melhores, afirmou a Primeira-Ministra.

Segundo A. Brnabić, isto confere-nos visibilidade, a oportunidade de afirmar ainda mais a Sérvia como um destino de investimento, como um bom país para se viver e investir em novas tecnologias e conhecimento.

Jovanović afirmou que o ecossistema formado em torno do centro utilizará a infraestrutura da Plataforma Nacional para o Desenvolvimento da Inteligência Artificial, o Centro de Sequenciamento do Genoma e o futuro centro bioeconómico - BIO4 Campus.

Izvor/Foto: Tanjug

***



Promoçao de album da nossa cantora Tamara Jokić "Transibérica", 3 de fevereiro 2022

A nossa cantora e compositora Tamara Jokić promoveu em Lisboa, a 3 de fevereiro, o álbum “Transiberica”, que ter publicado com a SonyMusicPortugal.

***



Artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "Novak celebra Natal no prisão", publicado no DN, 18 Janeiro 2022

Artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "Novak celebra Natal no prisão", publicado ontem no DN, 18 Janeiro 2022 .  Artigo se pode encontar aqui. 

***



Selaković: Sérvia deseja estreitar laços com Cabo Verde, 24 de Novembro de 2021


O Ministro dos Negócios Estrangeiros da Sérvia, Nikola Selaković, falou hoje por telefone com Rui Alberto de Figueiredo Soares, Ministro dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Integração Regional da República de Cabo Verde.
Selaković considera que as relações bilaterais são boas e amigáveis e afirmou que a Sérvia está determinada a estreitar os laços com aquele país.


O ministro expressou satisfação pelo facto das nossas relações serem pautadas pela compreensão e confiança recíprocas, lembrando que é necessário intensificar o diálogo político por meio da troca de visitas de alto nível. Acrescentou que a Sérvia está pronta para concluir vários acordos bilaterais que facilitariam muito a cooperação.


O chefe da diplomacia sérvia agradeceu especialmente a posição de princípio de Cabo Verde no que diz respeito ao não reconhecimento da unilateralmente declarada independência do assim-denominado “Kosovo”, manifestando a expectativa de que esta posição não se altere e de que continuaremos a apoiar-nos e a ajudar-nos mutuamente em concordância com as prioridades nacionais.


Segundo o Ministro Selaković, é necessário trabalhar no sentido de melhorar a cooperação económica e a Sérvia quer ouvir as necessidades e prioridades específicas de Cabo Verde, estando disposta a partilhar os seus conhecimentos e experiências em áreas como a saúde, a agricultura e as TI.


Selaković destacou os potenciais de cooperação no campo da educação, enfatizando que aumentámos o número de bolsas dentro do programa “World in Serbia” e que desejamos dar oportunidade a um maior número de estudantes oriundos de países amigáveis para estudarem no nosso país.


Os ministros discutiram a luta contra o coronavírus e Selaković afirmou que a Sérvia está disposta a doar uma determinada quantidade de vacinas, de acordo com as suas capacidades.

***



Obraćanje predsednika Republike Srbije na konferenciji Ujedinjenih nacija o klimatskim promenama COP26 održanoj u Glazgovu, 2. novembra 2021. godine

Obraćanje predsednika Republike Srbije na konferenciji Ujedinjenih nacija o klimatskim promenama COP26 održanoj u Glazgovu

"Vaše Ekselencije,

uvaženi delegati,

draga Sara,

Na samom početku, osećam obavezu da se zahvalim premijeru Borisu Džonsonu i Vladi Njenog Veličanstva na izuzetnom gostoprimstvu.

Imam privilegiju da predstavljam Republiku Srbiju na ovom važnom mestu i na najvišem svetskom forumu koji se bavi najvažnijom temom današnjice – unapređenjem klimatske svesti.

Svi smo saglasni da moramo da ulažemo u klimu i životnu sredinu.

Isto tako, svi se slažemo da buduće generacije moraju da se obrazuju kako ne bi ponovile greške koje smo mi napravili, uništavajući jedinu planetu koja život čini mogućim.

Izuzetno sam počastvovan time što Republika Srbija kopredsedava ovogodišnjom Konferencijom kao predstavnik Istočnoevropske Grupe zemalja koje nisu članice Evropske unije.

U konkretnom smislu, poseban doprinos našeg ekspertskog tima vidimo u završetku pregovora na operacionalizaciji člana 6. Sporazuma iz Pariza, koji se odnosi na uspostavljanje globalnih tržišnih i netržišnih mehanizama smanjenja emisija gasova sa efektom staklene bašte, kao i na preostale odredbe koje se tiču unapređenog okvira transparentnosti i zajedničke vremenske rokove za Nacionalno utvrđene doprinose, što su ključne odredbe Sporazuma za koje još nije postignuta odluka koju treba da usvoji Konferencija, odnosno sve države članice.

Stoga smatramo da je ovo izuzetna prilika da Srbija da svoj puni doprinos finalizaciji pregovora, koji će, nadamo se, obezbediti punu primenu Pariskog sporazuma.

Kao rezultat snažnog ekonomskog razvoja modelovanog za Srbiju do 2050. godine, uticaj sprovođenja ekoloških mera na zaposlenost će biti optimalan, kroz stvaranje novih radnih mesta i stvaranje novih, do sada nepostojećih industrija.

Na prvoj aukciji zelenih obveznica u Srbiji prikupljeno je milijardu evra, što jasno potvrđuje poverenje međunarodnih investitora u našu zelenu agendu, ali i ekonomsku i političku stabilnost naše države.

Prihode ostvarene izdavanjem zelenih obveznica koristićemo za finansiranje obnovljivih izvora energije, energetske efikasnosti, održivog upravljanja vodama, sprečavanja zagađenja i razvoja cirkularne ekonomije i očuvanje biodiverziteta.

I kao što vidite, dragi prijatelji, moji ljudi su mi pripremili sjajan govor, ali ja ću dodati još nekoliko reči i postaviti još nekoliko pitanja za one koji dolaze iz velikih sila i koji još nisu odgovorili na nekoliko pitanja:

Broj jedan je: kako ćemo finansirati sve ove aktivnosti?

Čuli smo priču o trilionima dolara koji su nam na raspolaganju. Moje pitanje bi bilo: kolika bi bila kamatna stopa, koji bi bili uslovi za dobijanje tog novca i kako ćemo se, zapravo, pozabaviti tim pitanjem?

Broj dva: kako ćemo tretirati nuklearne elektrane? Hoćemo li ih sve zatvoriti ili ćemo ih dodatno graditi?

Takođe, kako ćemo da gradimo više obnovljivih izvora ako smo već počeli da podržavamo populističke pokrete protiv vetroparkova, novih hidroelektrana, i da li ćemo ugroziti nivo našeg javnog duga u odnosu na BDP ako uzmemo ogromne količine novca?

Kako ćemo se odnositi prema prirodnom gasu i kako ćemo da obezbedimo pristojne cene prirodnog gasa i električne energije?

Takođe, ovde sam došao električnim automobilom od Edinburga do Glazgova. Ali, kako ćemo vršiti iskopavanje i preradu litijuma, nikla, kobalta i mnogih drugih veoma važnih minerala?

I na kraju, svi znamo šta je naš krajnji, konačni cilj. Ali, to nije bajka – moraćemo mnogo da radimo, moraćemo da budemo 100 odsto posvećeni i moraćemo da budemo iskreniji jedni prema drugima.

Zdravlje ljudi koji žive u Srbiji direktno zavisi od sprovođenja ove agende, kao što zdravlje i život svakog živog bića na Zemlji zavisi od dogovora koji će se ovde postići i od sprovođenja tih dogovora na nacionalnom nivou.

Možda je pravo vreme da oslušnemo i čujemo vapaj Majke Zemlje, jer ako izgubimo ovu trku sa vremenom, naša deca će naslediti bespovratno zagađenu planetu.

Hvala vam što ste me saslušali."

Izvor: www.predsednik.rs

Foto: Dimitrije Goll

***



Comunicação contínua com a UE sobre futuras reformas, 22 de Outubro de 2021

 

A Primeira-Ministra Ana Brnabić, acompanhada da Ministra da Integração Europeia, Jadranka Joksimović, principal mediadora, encontraram-se hoje com o chefe da Delegação da UE na Sérvia, Emanuele Giaufret, e com os embaixadores dos Estados-Membros da UE.
Os tópicos da reunião foram o Pacote do Alargamento da UE para 2021 e, em particular, o Relatório da Comissão Europeia sobre a Sérvia para este ano, bem como as próximas etapas no processo de adesão à UE.

A. Brnabić sublinhou que a Sérvia mantém uma comunicação contínua com a Delegação da UE e todos os Estados-Membros, falando abertamente sobre as próximas reformas, sobretudo no domínio do Estado de Direito.
A Primeira-Ministra verificou que o Relatório deste ano sobre os progressos da Sérvia apresenta uma avaliação objectiva de tudo o que o governo sérvio alcançou com o intuito de acelerar as reformas políticas e económicas, através das quais uma das prioridades estratégicas foi cumprida.

De acordo com A. Brnabić, é de particular importância que a Comissão Europeia tenha feito uma recomendação clara de que a Sérvia atingiu os critérios necessários para abrir dois grupos de capítulos.
Temos hoje a oportunidade de vos apresentar, como representantes da UE e dos Estados-Membros da UE, informação adicional acerca da adopção e implementação de todas as reformas necessárias, afirmou a Primeira-Ministra.

Por este motivo, é importante que esta reunião esteja a decorrer imediatamente após a divulgação do Relatório da Comissão Europeia e antes da decisão final dos Estados-Membros sobre se irão apoiar a abertura de grupos de capítulos, afirmou.
Brnabić expressou a sua esperança de que as explicações adicionais contribuam para que a Sérvia obtenha consentimento para a continuação formal das negociações até ao final deste ano.

Sublinhou ainda que a recomendação da Comissão Europeia para a continuação da abertura de grupos de capítulos é politicamente muito relevante, não só como incentivo para o governo continuar a implementar os seus planos de reforma com motivação e responsabilidade, mas também para os cidadãos da Sérvia e de toda a região, os quais, desta forma, obtêm, mais uma vez, uma confirmação clara sobre as perspectivas de adesão à UE.
A Primeira-Ministra salientou que a Sérvia deseja realizar progressos adicionais em todas as áreas, especialmente no domínio do Estado de Direito, e que a comunicação contínua com a Delegação da UE na Sérvia e com todos os Estados-Membros é de particular importância para o efeito.

J. Joksimović afirmou que o Relatório proporciona o equilíbrio necessário na avaliação de tudo o que a Sérvia alcançou no período anterior.
Segundo ela, a implantação das reformas é mais rápida em alguns segmentos, em outros um pouco mais lenta, mas o progresso foi percebido em todas as áreas, o que é reconhecido no próprio Relatório.

A Ministra da Integração Europeia expressou ter esperança de que as avaliações gerais da Comissão Europeia, as quais referem a honestidade, dedicação e capacidade do governo sérvio para implementar políticas significativas para o processo de adesão, em tempos de pandemia, sejam uma orientação suficiente para os Estados Membros cheguem a acordo sobre a subsequente abertura de grupos de capítulos.
O Embaixador Giaufret expressou a sua gratidão ao governo sérvio por convocar esta reunião com embaixadores dos Estados-Membros da UE, descrevendo-a como uma indicação positiva da dedicação da Sérvia ao reforço do diálogo sobre as reformas, a fim de deliberar sobre as prioridades e actividades necessárias identificadas no Relatório Anual do Comissão Europeia. Fonte/Foto: www.srbija.gov.rs

***



Selaković no Conselho de Segurança: o diálogo e a implementação dos acordos alcançados são a única forma correcta de resolver todas as questões em aberto,15 de Outubro de 2021

Ilustre Presidente do Conselho de Segurança,

Estimados membros do Conselho de Segurança,

Ilustre Representante Especial,

Gostaria de agradecer ao Secretário-Geral das Nações Unidas, Senhor Guterres, ao Representante Especial do Secretário-Geral e Chefe da UNMIK, Senhor Tanin, pelo relatório apresentado e pelos esforços envidados para a implementação do mandato da UNMIK. Gostaria ainda de agradecer aos membros do Conselho de Segurança pela atenção contínua que têm dedicado à questão do Kosovo e Metohija. A República da Sérvia valoriza muito as actividades da Missão das Nações Unidas no Kosovo e Metohija, apoiando-a na realização do seu trabalho, da forma mais eficiente possível, de acordo com a Resolução 1244 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, sem redução do seu âmbito de actuação, com o objectivo de construir e preservar a paz, a estabilidade e a segurança duradouras na Província.

Senhor Tanin,

Peço que aceite a expressão da nossa gratidão pelo seu empenho e pela cooperação que alcançámos durante o seu mandato.

Senhor Presidente,

Suscita-nos profundo pesar e preocupação o facto da situação com a segurança no Kosovo e Metohija nos últimos tempos ter sido marcada por um crescente número de ataques de motivação étnica e incidentes contra os sérvios, o que também foi referido no relatório; que as instituições provisórias de auto-governo de Pristina (PISG) continuem a tomar medidas unilaterais e se recusem a implementar os acordos alcançados no diálogo de Bruxelas; e que a discriminação institucional contra os sérvios, os ataques aos locais de culto da Igreja Ortodoxa Sérvia e o enfraquecimento da sustentabilidade económica das comunidades sérvias na província continuem.

Assistimos diariamente a perigosas provocações por parte de Pristina, a um ritmo acelerado, ameaçando gravemente a segurança dos sérvios no Kosovo e Metohija e violando directamente os acordos e disposições alcançados no âmbito do diálogo de Bruxelas.

A última incursão violenta das chamadas unidades ROSU no norte de Kosovska Mitrovica, a 13 de Outubro, é a nona incursão deste tipo. Gás lacrimogéneo, bombas de choque e violência

desenfreada estão a tornar-se ocorrências da vida quotidiana para os sérvios do norte do Kosovo e Metohija, e isso deve ser travado imediatamente.

No último ataque, com armas de fogo e produtos químicos usados pelas forças especiais de Pristina, Verica Djelic, de 71 anos, morreu em consequência dos produtos químicos usados na intervenção, 10 civis desarmados ficaram feridos, um deles, Srećko Sofronijević, de 36 anos, foi gravemente ferido nas costas com um rifle automático. Um bebé de três meses, que milagrosamente permaneceu ileso, também foi alvo do tiroteio.

A falsa desculpa utilizada para a última acção unilateral, como a denominou o Alto Representante da UE para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, Josep Borrell, foi a de que se tratava de uma luta contra o crime organizado e o contrabando. Senhoras e Senhores, a Sérvia insurge-se fortemente contra o crime organizado e o contrabando, mas os membros do Conselho de Segurança das ONU devem saber que um objectivo global tão importante e universal, que todos nós compartilhamos, foi cinicamente utilizado para justificar um ataque armado a civis desarmados, o qual começou com a pilhagem de farmácias onde pacientes sérvios e de outras nacionalidades se abastecem de medicamentos de importância vital. Quatro dias antes das eleições locais no Kosovo e Metohija, a fim de conseguir votos de forma irresponsável e desumana, totalmente motivado por objectivos separatistas, o actual regime do PISG utilizou medicamentos de que dependem a vida das pessoas para marcar a sua posição, violando a UNSCR 1244.

Escassos dias antes, outra provocação por parte de Pristina levou a uma crise perigosa, quando o contingente da denominada unidade ROSU, armado com armas de fogo longas e apoiado por veículos blindados, foi colocado em cruzamentos administrativos entre a Sérvia central e o Kosovo e Metohija - Brnjak e Jarinje - com o objectivo de remover as placas de matrícula sérvias e substituí-las por temporárias, obstruindo deste modo, violentamente, a livre circulação dos cidadãos.

Estes acontecimentos não se enquadram no período abrangido pelo último Relatório do Secretário-Geral da ONU sobre o trabalho da UNMIK, mas cabe-nos a nós abordá-los nesta ocasião, a fim de que todos entendam quão dramática tem sido a situação no terreno e quão sérias podem ser as consequências das acções unilaterais de Pristina.

As incursões de unidades policiais de Pristina, fortemente armadas, compostas exclusivamente por albaneses, no norte do Kosovo e Metohija, sob vários pretextos e motivos, com recurso a força excessiva, são provocações que têm um potencial extremamente perigoso de desestabilizar a já sensível situação da segurança no terreno. O objectivo das últimas incursões do contingente da força especial de Pristina no norte da província foi o de provocar os sérvios e, adicionalmente, intimidá-los com uma demonstração de força, assim como o de provocar uma qualquer reacção precipitada por parte de Belgrado.

É óbvio que com tais movimentos Pristina pretende apagar os 10 anos de diálogo, que é a única forma de resolver questões em aberto. Estas provocações demonstram, uma vez mais, que as instituições provisórias de auto-governo de Pristina, não só não pretendem implementar tudo o que foi acordado no diálogo de Bruxelas, mas que o seu objectivo é negar completamente o diálogo como meio de resolução de problemas. Uma resposta eficaz à falta de credibilidade de Pristina e o seu perigoso jogo, a qual poderá ter consequências imprevisíveis, não pode ser obtida apelando à moderação e ao empenho construtivo de “ambos os lados”, que tem sido a forma de comunicação pública recorrente por parte de alguns sectores importantes da comunidade internacional. Há apenas uma fonte de desestabilização e esta tem um nome - são as instituições provisórias de auto-governo de Pristina - e depois dos acontecimentos de 13 de Outubro, tornou-se claro que esta pode e deve ser travada através de uma acção decisiva e urgente da comunidade internacional. É agora óbvio que já não se trata de provocações esporádicas e isoladas de Pristina, mas de uma campanha organizada, de violência e discriminação com base em motivos étnicos, contra os sérvios.

Queremos ainda expressar a nossa preocupação com a última imposição de tarifas, por parte de Pristina, sobre certos produtos originários da Sérvia central, a qual foi tornada pública a 8 de Outubro. Lembramos que a decisão unilateral de Pristina de impor direitos alfandegários sobre os produtos da Sérvia central em Novembro de 2018 resultou, de facto, num bloqueio comercial completo e num longo impasse no diálogo entre Belgrado e Pristina. Contrariamente a Pristina, que persistentemente procura criar barreiras para a Sérvia central através de actos unilaterais, Belgrado continua a trabalhar de forma persistente e consistente para liberalizar o fluxo de pessoas, bens, serviços e capital, que é o objectivo primordial da nossa iniciativa “Balcãs Abertos”. A Macedónia do Norte e a Albânia aderiram a esta iniciativa, mas Pristina não.

Estimados membros do Conselho de Segurança,

No período de Março a Setembro deste ano, o qual é abrangido pelo último Relatório, foram perpetrados cerca de 100 ataques, por motivos étnicos, contra os sérvios, a sua propriedade privada, locais de património religioso e cultural. O aumento da frequência dos ataques foi acompanhado por um aumento da intensidade da violência de motivação étnica, que, cada vez mais, tem como alvo crianças, idosos, mulheres, os poucos retornados ali presentes, assim como igrejas e outra propriedade da Igreja Ortodoxa Sérvia.

Isto intensifica sistematicamente o sentimento omnipresente de insegurança dos restantes sérvios, assim como impede os potenciais retornados de regressar, pois vão sendo informados de que as comunidades albanesas locais podem atacá-los impunemente e impedir que voltem a habitar as suas próprias casas.

O exemplo mais flagrante da posição dos sérvios no Kosovo e Metohija é o caso da refugiada Dragica Gašić, que regressou ao seu apartamento no município de Djakovica no início de Junho. Naquela cidade - à qual os albaneses locais se referem orgulhosamente como sendo um local proibido aos sérvios - a Senhora Gašić, ao retornar, enfrentou primeiraramente ataques físicos e

verbais por parte de cidadãos de nacionalidade albanesa que ali viviam. Ao invés de receber protecção, aquela mulher gravemente doente tornou-se, então, também vítima de perseguição institucional, que os órgãos de auto-governo local e a polícia desencadearam contra ela. Por se tratar da primeira e única sérvia a retornar a Đakovica, depois de mais de vinte anos, era de se esperar que, nesse momento, pelo menos as organizações da sociedade civil tentassem proteger os seus direitos. No entanto, ONGs de Djakovica brevemente se juntaram às manobras destinadas à expulsão da Senhora Gašić, incluindo aquelas que são financiadas por doações internacionais destinadas a projectos relacionados com o reforço da democracia e do Estado de Direito.

Devo também referir o último ataque à casa da única mulher sérvia que ainda resta no centro de Pec, a professora aposentada Rumena Ljubić, cujas janelas foram apedrejadas duas vezes em apenas 24 horas, no dia 13 de Outubro.

O destino de Dragica e Rumena é um reflexo assustador da real situação dos direitos humanos, que quase todos os mais de 200.000 sérvios e não-albaneses deslocados enfrentariam no Kosovo e Metohija - caso tivessem coragem para regressar às suas casas naquela província, após mais de vinte anos. Gostaria de lembrar novamente que, desde 1999, apenas cerca de 1,9% dos sérvios e outros não-albaneses deslocados internamente conseguiram ter um retorno sustentável ao Kosovo e Metohija.

Creio, portanto, que o atrás mencionado encorajará os membros do Conselho de Segurança e a presença internacional no terreno a dedicar, no futuro, uma atenção prioritária à questão do retorno de pessoas deslocadas, a qual constitui uma componente importante do mandato da UNMIK sob a Resolução 1244 do Conselho de Segurança da ONU.

Agradeço, por conseguinte, ao Secretário-Geral, em particular, por manter na ordem do dia esta questão extremamente importante e por apelar novamente, nas conclusões do seu Relatório, à criação de condições para o retorno sustentável dos deslocados internos e a reintegração sustentável dos retornados.

Ilustres membros do Conselho de Segurança,

Os monumentos medievais sérvios no Kosovo e Metohija, incluindo monumentos que, devido ao seu excepcional valor e por serem constantemente alvo de ameaças, constam da Lista do Património Mundial em Perigo da UNESCO, estão, mesmo assim, entre o património cultural mais ameaçado da Europa.

Gostaria de lembrar que existem mais de 1.300 igrejas e mosteiros sérvios no Kosovo e Metohija. Os ataques ao património cultural e religioso sérvio são, ao mesmo tempo, ataques à identidade dos sérvios naquela província, afectando directamente o seu sentimento de segurança.

Um exemplo chocante de desrespeito pelos monumentos religiosos e culturais sérvios naquela província é o caso do mosteiro Visoki Decani. O mosteiro, que foi alvo de vários ataques e bombardeamentos desde o ano 2000, continua a estar protegido pelas forças da KFOR, por estar sob ameaça. Enfrenta uma série de acções hostis, e os perpetradores não se intimidam pelo facto de se tratar de Património Mundial. Apesar de frequentes declarações, a decisão do assim-chamado “tribunal constitucional” do PISG em Pristina, há cinco anos, confirmando a propriedade do Mosteiro Visoki Decani, incluindo os seus mais de 24 hectares, não é respeitada. Congratulamo-nos com a avaliação feita pelo Secretário-Geral da ONU no seu Relatório.

Caro Senhor Presidente,

A República da Sérvia continua empenhada em encontrar uma solução política de compromisso, conforme disposto na Resolução 1244, a qual garantirá a paz e a estabilidade duradouras. Acreditamos firmemente que o diálogo e a implementação dos acordos alcançados são a única forma correcta de resolver todas as questões em aberto.

Sendo um Estado comprometido com o respeito pelo direito internacional e membro das Nações Unidas, a Sérvia opõe-se a qualquer tentativa de estabelecer um equilíbrio artificial entre as partes no diálogo, bem como a relativização da responsabilidade por actos unilaterais.

Verificamos com preocupação que, nem mesmo oito anos depois de alcançar o Acordo de Bruxelas, se deu início à criação da Comunidade de Municípios da Sérvia, embora Belgrado tenha cumprido todas as suas obrigações nos termos desse acordo.

São numerosos e repetidos os exemplos de Pristina ter violado ou obstruido os acordos alcançados no diálogo, nas áreas de energia, da justiça, liberdade de movimento e visitas de autoridades públicas.

Exemplo disto é o veredito condenando Ivan Todosijevic a dois anos de prisão, o qual é salientado no Relatório do Secretário-Geral. O Acordo de Bruxelas foi directamente violado, o que também foi afirmado pelos representantes da União Europeia. Com a sua conduta, Pristina causou danos incomensuráveis ao processo de reconciliação no Kosovo e Metohija.

Apesar da interpretação da Comissão Europeia afirmar que se trata de uma violação do Acordo de Bruxelas, uma vez que Todosijevic precisou ser condenado por um painel composto por uma maioria de juízes de etnia sérvia, Pristina ainda não tomou qualquer medida a este respeito.

Pristina continua ainda com a práctica de proibir a entrada das autoridades sérvias no território da Província Autónoma do Kosovo e Metohija.

Acreditamos ser importante que a comunidade internacional, e especialmente a União Europeia, como garante do acordo, insista firmemente que as instituições provisórias de auto-governo de Pristina comecem a implementar todos os acordos alcançados.

Ilustres membros do Conselho de Segurança,

Como anteriormente, a República da Sérvia continua totalmente empenhada em resolver a questão das pessoas desaparecidas, conforme tem demonstrado através da plena cooperação com os mecanismos internacionais relevantes, assim como a sua participação no trabalho do Grupo de Trabalho sobre Desaparecimentos. Esperamos que os representantes das instituições provisórias de auto-governo de Pristina cumpram com as suas obrigações.

Tendo em conta tudo o que disse hoje aqui no meu discurso, defendemos a posição de que a presença internacional no Kosovo e Metohija, nos termos da Resolução 1244 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, continua a ser necessária. Para além da UNMIK, é também importante a presença da KFOR como principal garante da segurança, e da EULEX, devido ao seu empenho no domínio do Estado de Direito. Gostaria de salientar, uma vez mais, que a Sérvia apoia plenamente o respeito pelo direito internacional, a implementação abrangente da Resolução 1244 do Conselho de Segurança da ONU e as actividades da UNMIK, mantendo o mesmo âmbito de actuação e com recursos financeiros adequados, de modo a que a Missão cumpra o mandato que lhe foi confiado nos termos da Resolução.

Obrigado.

***



Selaković em Nova Iorque com 28 Ministros dos Negócios Estrangeiros relata os sucessos económicos da Sérvia e a situação no K&M,25 de Setembro de 2021


O Ministro dos Negócios Estrangeiros da Sérvia, Nikola Selaković, afirmou que, em Nova Iorque, transmitiu aos Ministros dos Negócios Estrangeiros de 28 países o sucesso económico da Sérvia, mas também a situação no Kosovo e Metohija, a qual também discutiu com o Ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergey Lavrov, que lhe assegurou podermos contar com o apoio da Federação Russa no que diz respeito aos interesses sérvios no K&M.


Resumindo os resultados da sua visita a Nova Iorque, durante a sessão da Assembleia-Geral da ONU, o Ministro Selaković afirmou que uma das suas últimas reuniões foi com o Ministro Lavrov, a qual foi a terceira reunião entre ambos nos últimos nove meses.


O Ministro dos Negócios Estrangeiros da Sérvia revelou que aproveitou esta oportunidade para transmitir ao Ministro Lavrov os últimos acontecimentos no norte do Kosovo e Metohija, o ponto da situação do diálogo entre Belgrado e Priština e a atitude clara e inequívoca do Presidente Aleksandar Vučić em relação à continuação do diálogo e os eventos subsequentes no K&M.


“Debatemos o apoio de princípio da Federação Russa, o qual é uma presença constante, não apenas em Moscovo, em Belgrado, no terreno, mas também aqui, em East River, pela delegação da Federação Russa como membro permanente do Conselho de Segurança da ONU. Claro que iremos continuar a manter este tipo de diálogo. O que o Ministro Lavrov assegurou foi podermos contar com o apoio da Federação Russa no futuro, no que se refere aos nossos interesses no K&M”, sublinhou o Ministro Selaković.


Revelou que teve oportunidade de realizar 33 reuniões em Nova Iorque, das quais 28 com Ministros dos Negócios Estrangeiros, com quem ele abordou tópicos relacionados com os últimos acontecimentos no Kosovo e Metohija, assim como relativos à nossa posição de princípio em relação à observância do Direito Internacional Público, integridade territorial e soberania.


O Ministro Selaković afirmou que, nessas reuniões, os seus colegas elogiaram o substancial e espantoso sucesso da Sérvia na consolidação da economia, transformando o desastre económico, à beira do colapso, de há sete anos atrás na economia de mais rápido crescimento da Europa, que a Sérvia tem experienciado nos últimos dois anos.
Acrescentou que a maioria dos seus interlocutores apoiavam as nossas reformas, tendo expressado grande respeito pelo que o Presidente Aleksandar Vučić e a Sérvia têm realizado ultimamente.


Vários deles, afirmou o Ministro dos Negócios Estrangeiros da Sérvia, manifestaram grande interesse na maneira como a Sérvia se organizou na luta contra o Covid-19.


“Foi um enorme prazer e orgulho representar a República da Sérvia em todas estas reuniões. Muitos dos meus colegas confirmaram a sua presença em Belgrado, nos dias 11 e 12 de Outubro, para a Conferência comemorativa do 60º aniversário da fundação do Movimento dos Países Não-Alinhados”, afirmou o Ministro Selaković.


Salientou que tal não é apenas a prova do seu interesse em vir a Belgrado para a conferência, mas também para testemunhar e verificar como a Sérvia, após várias décadas a tentar superar vários desafios, se reergueu, estando agora economicamente consolidada e virada para os seus amigos tradicionais.


“É de enorme relevância o nosso país ser durante o mês de Outubro, seguramente, um dos pontos da Terra de maior importância para o multilateralismo, para a cooperação entre os países que partilham dos mesmos valores, os valores firmados na Carta das Nações Unidas e que se fundamentam na promoção e luta pela paz, igualdade, observância do Direito Internacional Público e dos direitos de cada país seguir o seu caminho no sentido da felicidade e de uma sociedade melhor e mais ordenada, em conformidade com o desejo da sua população”, declarou o Ministro Selaković.
Afirmou que o Ministro dos Negócios Estrangeiros do Azerbaijão, Jeyhun Bayramov, viria a Belgrado para a conferência do Movimento dos Não-Alinhados, acrescentando que fruíamos de uma cooperação estratégica com o Azerbaijão e de contactos frequentes.


“Acordámos em realizar o mais rapidamente possível, após a conferência de Belgrado, a sua visita bilateral à Sérvia”, acrescentou o Ministro Selaković.


Anunciou que ficou acordado intensificar a cooperação e finalizar os acordos que deverão ser assinados e, posteriormente, concretizados aquando da reunião do Presidente Aleksandar Vučić com o Presidente do Azerbaijão, Ilham Aliyev.


O Ministro Selaković acrescentou que o Ministério dos Negócios Estrangeiros adquiriu recentemente um sector de diplomacia económica, sobre o qual recaíam grandes expectativas, e que uma das suas funções era aprofundar a cooperação com o Azerbaijão.

***



Conversa telefónica entre o Presidente Vučić e o Secretário-Geral da NATO, 26 de Setembro de 2021

 

O Presidente da República da Sérvia, Aleksandar Vučić, debateu hoje por telefone com o Secretário-Geral da NATO, Jens Stoltenberg, a situação preocupante no norte do Kosovo e Metohija, conforme afirmou o Secretário-Geral.

O Presidente Vučić declarou que a Sérvia em nada violou o Acordo de Bruxelas ou a Resolução 1244, sob qualquer pretexto ou de qualquer forma que tenha comprometido a preservação da paz.

“A total ocupação do norte do Kosovo e Metohija por viaturas blindadas durante sete dias foi levada a cabo por Priština e toda a comunidade internacional “está terrivelmente silenciosa”, afirmou o Presidente sérvio. “No entanto, todos ficam subitamente preocupados quando avistam helicópteros e aviões sérvios no território da Sérvia central, porque aparentemente estes não deveriam existir ou não deveriam descolar até receberem a aprovação de Kurti ou de alguém da comunidade internacional”, reiterou o Presidente Vučić.

A Sérvia cumpre todos os acordos internacionais que assinou, a Sérvia terá sempre uma conduta responsável e séria, mas, neste momento, a Sérvia questiona-se quando se iniciará a formação do SMC e quando as unidades blindadas de Kurti serão retiradas do norte do Kosovo e Metohija.

Finalmente, com gratidão ao Secretário-Geral Stoltenberg pela relacção justa e desejo de ouvir o lado sérvio, o Presidente Vučić questionou-o sobre a lei e regulamentação internacional violada pela Sérvia. Foi hoje, ontem ou em qualquer outro momento?

Os dois interlocutores acordaram manter um contacto constante devido à necessidade de preservação da paz e estabilidade em toda a região.

Source/Photo: www.predsednik.rs

***



Um artigo de opinião do Embaixador Oliver Antic "Na senda da medida perdida" foi publicado no DN

Um artigo de opinião do Embaixador Oliver Antic "Na senda da medida perdida" foi publicado no DN. Um artigo se pode encontar aqui.

***



A Primeira-Ministra Ana Brnabić na cimeira Global COVID-19 da Casa Branca, 22 de Setembro de 2021


A Primeira-Ministra Ana Brnabić participou hoje na cimeira Global COVID-19, organizada pela Casa Branca, a qual foi aberta pelo Presidente dos EUA, Joseph Biden.


As mensagens de vídeo contaram com a presença de um grande número de líderes mundiais e representantes de organizações internacionais, incluindo o Secretário-Geral da ONU, António Guterres, a Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, os Primeiros-Ministros britânico e canadiano, Boris Johnson e Justin Trudeau, a Chanceler alemã Angela Merkel e muitos outros.


Na sua mensagem, a Primeira-Ministra salientou que a Sérvia foi um dos primeiros países

europeus a adquirir uma vacina covid e que ela foi o primeiro chefe de governo europeu a receber a vacina.
Graças a anos de investimento na digitalização e no desenvolvimento do e-Government, conseguimos organizar um complexo e complicado processo de vacinação de forma muito eficiente e focada nos cidadãos, explicou.


No entanto, acrescentou, desde o início que tínhamos consciência de que não se tratava apenas dos nossos cidadãos nem apenas da nossa luta. Na luta contra a pandemia COVID-19, ou estamos todos seguros ou ninguém está seguro.
Assim, além de providenciar vacinas para os nossos cidadãos, doamos vacinas aos cidadãos dos Balcãs Ocidentais, assim como para outros países, recordou, especificando que a Sérvia doou 230.000 doses de vacinas para a região, vacinou cidadãos estrangeiros na Sérvia com aproximadamente 300.000 doses e tem reservadas 570.000 doses de vacinas para países da África e da Ásia.


Ana Brnabić referiu ainda que a Sérvia já iniciou a produção da vacina covid com um fabricante e que irá iniciar a produção com outro até ao final do ano, pois queremos deste modo ajudar e apoiar todas as pessoas e países que precisam de vacinas.


Esta é uma pandemia em que ou venceremos juntos ou perderemos juntos, logo devemos lutar juntos, reiterou a Primeira-Ministra.


É por esta razão que a Sérvia apoia os objetivos desta cimeira global, enfatizou, expressando a sua gratidão aos Estados Unidos da América e ao Presidente Biden pela organização  da cimeira e pelo apoio concedido aos esforços conjuntos na luta contra a pandemia COVID-19.


As vacinas são a única saída na luta contra a pandemia, concluiu Ana Brnabić.

 

***



O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic, intitulado "A continuação de uma tragédia" , foi publicado ontem no DN, no dia 29 de agosto 2021

O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic, publicado ontem no DN, no dia 29 de agosto 2021, intitulado "A continuação de uma tragédia", pode se encontrar aqui. 

***



Presidente Vučić: Nós decidimos - o nosso objectivo é a UE, mas a China é um parceiro importante

 

Nós decidimos - o nosso objectivo era e continua a ser a UE, disse o Presidente sérvio Aleksandar Vučić numa entrevista ao diário alemão “Handelsblatt”, acrescentando que não há alternativa para a Sérvia, sublinhando, no entanto, que a China é um parceiro importante para a Sérvia e que é tarefa do Estado zelar pelos interesses dos seus cidadãos.

Respondeu assim, por consequinte, à pergunta sobre o que a Sérvia escolherá quando tiver de optar entre ter relações próximas com Pequim ou a UE. Vučić salientou que a Sérvia deseja tornar-se um membro de pleno direito da UE.

“Estamos unidos pela história, pela cultura comum; os membros da UE já são, sem dúvida, os nossos parceiros mais importantes”, explicou, acrescentando que as transações comerciais entre a Alemanha e a China são 3.000 vezes superiores às operações comerciais entre a Sérvia e a China e, no entanto, estas são consideradas um problema.

À afirmação de que a chanceler alemã, Angela Merkel, não felicitou a China pelo 100º aniversário do Partido Comunista, enquanto ele o fez, retorquiu que a Sérvia não é a Alemanha, mas um pequeno país. Perante a insistência do que a Sérvia fará se tiver de escolher entre a UE e a China, Vučić sublinhou que a Sérvia já decidiu, que o seu objectivo era e continua a ser a adesão à UE. “Os nossos maiores investidores são da UE.

 


ler mais...
A Sérvia obteve um grande êxito na área da digitalização

 

A Primeira-Ministra da República da Sérvia, Ana Brnabić, afirmou, num encontro dedicado à digitalização e ao sector das TI, que decorreu em Nova Iorque, que desde que se tornou PrimeiraMinistra, tem o maior orgulho do êxito da Sérvia no domínio da digitalização.

Brnabić, que se encontra numa visita de dois dias aos Estados Unidos, revelou que, quando foi eleita Ministra da Administração Pública e do Governo Autónomo Local, em Agosto de 2016, pretendia modificar na administração pública tudo aquilo que a incomodava enquanto cidadã.

Afirmou ainda que, ao assumir o cargo de Primeira-Ministra, sabia quais seriam as suas prioridades e que, antes de mais, a digitalização precisava ser melhorada, deveria iniciar a reforma na educação, bem como empenhar-se na consolidação da economia.

Acreditei num país que confia no seu povo, porque o povo sérvio é criativo. A partir de 1 de Junho de 2017, começámos a funcionar como um governo electrónico, ou seja, começámos a trocar dados electronicamente, declarou a Primeira-Ministra.

Segundo Brnabić, os nossos cidadãos já não precisam de ir, digamos, à Administração Tributária e, desde então, a administração pública substituiu 50 milhões de documentos, o que significa que os cidadãos deixaram de ter necessidade de se deslocar a serviços públicos para obter estes 50 milhões de documentos.

 


ler mais...
Selaković convidou representantes do MNA para se reunirem em Belgrado em Outubro

 

O Ministro dos Negócios Estrangeiros da República da Sérvia, Nikola Selaković, discursou hoje na Conferência Ministerial do Movimento dos Países Não-Alinhados (MNA), aproveitando a ocasião para transmitir um convite aos representantes dos países membros para se reunirem em Belgrado nos dias 11 e 12 Outubro, por ocasião do 60º aniversário da primeira Conferência do Movimento dos Não-Alinhados, realizada em Belgrado, em 1961.

Selaković informou ainda que a Sérvia irá organizar este importante jubileu dos países nãoalinhados juntamente com o Azerbeijão - que actualmente preside ao MNA.

No seu discurso, Selaković lembrou que a ex-Jugoslávia e o Presidente Tito, como cofundadores do Movimento, deram o seu contributo para a criação de uma visão diferente do mundo, e que a Sérvia, como uma das sucessoras da Jugoslávia, tem orgulho nesta parte da sua história.

“O espírito de não-alinhamento é baseado na igualdade, liberdade, paz duradoura, igualdade soberana dos Estados e cooperação pacífica de todos os povos, sendo que estes valores estão entrelaçados nos fundamentos da construção do Estado da Sérvia”, afirmou o Ministro.

Selaković declarou que, ao longo da sua história, o Movimento dos Países Não-Alinhados tem sido um farol de liberdade para todos aqueles que procuram o direito à existência e prosperidade num mundo que muitas vezes foi governado não pela força da lei, mas pela lei da força. Acrescentando que ainda hoje vivemos tempos de sérios desafios globais, em que o Movimento tem a oportunidade de reafirmar as suas tradições libertárias e o compromisso com um mundo igualitário.

“A Sérvia, enquanto Estado militarmente neutro e politicamente independente, dará a sua mais sincera contribuição para estes objectivos do Movimento. Esperamos que, ao fortalecer os laços mútuos e a cooperação, como um grupo de Estados e povos que compartilham os mesmos valores e interesses, iremos firmar a nossa capacidade conjunta para enfrentar os desafios futuros. E esses desafios já estão diante de nós”, salientou Selaković.

O Ministro frisou que o Direito Internacional deverá ser um pilar da arquitectura política e de segurança do mundo, acrescentando que a Sérvia respeita o compromisso dos membros do Movimento com os objectivos e princípios da Carta das Nações Unidas.

“Muitos integrantes deste movimento estão cientes de que, ao insistir no cumprimento do Direito Internacional, estão a empenhar-se em seu próprio favor e na preservação da estabilidade regional e global”, sublinhou o Ministro.

Selaković referiu ainda que a pandemia COVID-19 veio demonstrar claramente, e de forma grosseira, a desigualdade e a falta de solidariedade e de empatia no mundo.

“A Sérvia está eternamente grata a todos os países que, como o Azerbeijão, nos ajudaram em tempos difíceis. Posteriormente, estendemos essa cadeia de solidariedade ao disponibilizarmos vacinas não só para os nossos cidadãos, mas também para outras pessoas da região. Apoiámos os nossos vizinhos com a convicção de que a solidariedade é o melhor investimento para um futuro comum”, concluiu o Ministro.

***



O Presidente Vučić participou na conferência “Mini-Schengen”

 

A 29 de Junho de 2021

O Presidente da República da Sérvia, Aleksandar Vučić, o Primeiro-Ministro albanês Edi Rama e o Primeiro-Ministro da Macedónia do Norte, Zoran Zaev, participaram hoje numa conferência virtual “Mini-Schengen”. Nesta foram discutidas as próximas etapas da cooperação regional, um processo essencial para o desenvolvimento dos Balcãs Ocidentais e o progresso no caminho europeu.

Os intervenientes afirmaram que os países dos Balcãs Ocidentais desejam fazer parte da UE, assim como a UE também precisa dos Balcãs Ocidentais, uma vez que a região faz fronteira com a UE e os países que pretendem aceder a membros da UE partilham valores europeus comuns.

O Presidente sérvio e os Primeiros-Ministros da Albânia e da Macedónia do Norte expressaram o desejo de que as quatro liberdades europeias - livre circulação de pessoas, bens, serviços e capitais - sejam viabilizadas em toda a região o mais rapidamente possível. Nesse sentido, apoiariam totalmente um mercado regional comum na cimeira do Processo de Berlim de 5 de Julho.

“Estamos cientes de que somente através do trabalho conjunto e da cooperação regional no âmbito de várias iniciativas como o mercado comum, Schengen regional, corredores verdes e o Processo de Berlim, podemos aproximar as nossas economias, aumenmtar a prosperidade da nossa população e atrair grandes investimentos, que aliás nenhum dos nossos países poderá criar sozinho”, constitui uma das decisões conjuntas desta conferência.
Os participantes da conferência acordaram reunir-se a 29 de Julho, em Skopje, para conseguir uma visão geral do progresso das iniciativas e projectos anteriores e assinar acordos adicionais sobre a implementação das obrigações no Processo de Berlim entre os três países, bem como sobre cooperação e ajuda no caso de desastres naturais e agilização nas áreas do comércio, importação e exportação.
“Apelamos aos nossos parceiros da região e encorajamo-los a assinar e implementar acordos semelhantes para que, graças a um mercado comum, a perspectiva de um espaço político e económico comum nos Balcãs Ocidentais se torne brevemente numa parte importante da vida quotidiana dos nossos cidadãos” veicularam o Presidente da Sérvia e os Primeiros-Ministros da Albânia e da Macedónia do Norte.
Sublinharam, em particular, que apesar do atraso no processo de alargamento, continuariam a tentar identificar novas formas, áreas políticas e instrumentos financeiros para que os três países contribuam mais para a Europa, promovam as suas relações com a UE e transformem gradualmente a região num mercado europeu unificado.
No que diz respeito à Agenda Verde, apelaram conjuntamente à UE e aos EUA para participarem no apoio aos países da região e assim promoverem, o mais rapidamente possível, projectos de investimento para protecção do ambiente e aplicação de fontes renováveis, ao abrigo do Plano Económico e de Investimento da UE e da Agenda Verde para os Balcãs Ocidentais.

Os nossos países possuem grandes oportunidades de crescimento e desenvolvimento sustentável nesta região. Iremos pedir um apoio prático para descobrir quais os projectos que a nossa região pode promover em termos de fontes de energia renováveis para os nossos cidadãos e o futuro da energia verde na UE”, afirmaram os participantes da conferência “Mini-Schengen”, referindo que a ligação regional com o apoio da UE poderia contribuir para a estabilidade geral e o desenvolvimento de toda a região e da Europa.

Fonte: www.predsednik.rs
Foto: www.predsednik.rs     


***



O POLITICAMENTE CORRECTO E A VERDADE

Diário da Notícias, 11.06.2021.
 

Tal como a ordem contra-intuitiva das palavras neste título, o politicamente correcto apresenta-se hoje antes da verdade; o que resulta na  vantagem da política até mesmo sobre a verdade científica.
Isto significa, por conseguinte, que uma mentira pode ter precedência sobre a verdade. A diferença na sua manifestação em relação a séculos anteriores é que, de queimar cientistas na fogueira, se passou, nos séculos 19 e 20 a queimar “apenas” os seus livros, enquanto no século 21, quem afirme uma verdade que não se encaixe na ficção política vigente pode ser caluniado; até mesmo os cientistas podem ser desacreditados simplesmente por serem considerados “politicamente incorretos”. Mais triste ainda é que seja hoje possível condenar publicamente figuras históricas, com total ignorância e desconsideração pelos factos e contexto histórico da época em que estas viveram. Essas interpretações não históricas suscitam sempre conclusões erradas.
O problema da relação entre o politicamente correcto e a verdade é deveras complexo. Efectivamente, o politicamente correcto é uma parte inseparável da ideologia dominante -  na verdade, é o seu produto essencial; de forma que quando falamos da sua relação com a verdade, falamos da relação entre a ideologia e a verdade.
Quando tal é evidenciado, tudo se torna mais claro, porque a ideologia tem um papel decisivo sobre a verdade: a ideologia dominante é protegida pelo ordenamento jurídico, principalmente através das sanções penais, administrativas e civis, assim como através de considerações dos dirigentes de partidos políticos governantes, pelos meios de comunicação social (as emissoras de TV e rádio com frequências nacionais, os jornais e publicações de maior circulação), pelo favorecimento de determinados “intelectuais”, através de “encontros científicos”, “mesas redondas”, etc. Tudo isto, no seu conjunto, forma uma opinião pública dominante, criando inevitavelmente uma auto-censura, sendo esta a forma mais eficaz e sofisticada de censura informal. Certamente que não é fácil não sucumbir a tal. Requer, não raramente, a coragem de Sócrates, por vezes até do próprio Cristo. A verdade e, consequentemente, a justiça, são alcançadas com recurso ao sacrifício dos honestos. Quanto maior o interesse ideológico (por exemplo, geopolítico), maior o sacrifício exigido. Daí a importância da restituição e reabilitação jurídica e ética nas instituições, devendo estas ser incluídas nos direitos humanos básicos.
Assim, na relação entre ideologia e verdade, fica claro que prevalece a ideologia, ou seja, o politicamente correcto e vice-versa: a verdade e a respectiva justiça não vencem. Pelo contrário, são vencidas. Em razão disso, a regra na ciência histórica é a de que a distância temporal é necessária para estabelecer a verdade histórica. Entende-se que em regimes autocráticos a distância histórica seja longa, aliás, a determinação do distanciamento temporal não pode ter inicío antes da introdução do sistema democrático. No entanto, a experiência histórica mostra que em alguns estados democráticos, especialmente quando se trata de grandes potências com pronunciados interesses geopolíticos, esse distanciamento também deveria ser muito longo, eventualmente semelhante ao que é intrínseco dos estados não democráticos.


“Nenhuma época é conveniente a quem prefere pensar por si ao invés de juntar-se ao coro de conformistas”… “Se alguém vê a realidade como ela é, não podendo deixar de descrevê-la, é considerado um assassino da ordem estabelecida”, afirmou Jean Gwenael Dutourd, a 5 de Dezembro de 1996, numa sessão aberta da Academia Francesa. Na ocasião, proferiu o seu famoso discurso “scandale de la vertu” e citou o exemplo quando o Comité Nacional Francês de Escritores, após a Segunda Guerra Mundial, impôs a proibição de ser publicada uma única linha escrita por aqueles escritores que, na sua opinião, demonstrassem certo afeição pelo regime de Vichy ou não evitassem suficientemente associar-se ao ocupante alemão, salientando, simultaneamente: “Previ a manobra de alguns escritores medíocres por forma a eliminar a concorrência de gente talentosa das livrarias, pelo menos temporariamente”. Aliás, Dutourd ficou encantado com o anel do académico Prosper Merimée, no qual estavam gravadas as palavras de Epicharm - Não se esqueça de desconfiar, que, no fundo, é uma versão concisa da sua mensagem principal: “Sê sóbrio e aprende a duvidar, pois é a espinha dorsal do espírito”. Interessantemente, Merimée gostava de escrever sobre contos, costumes e canções folclóricas sérvias.
Somente indivíduos grandiosos, então e agora, se permitem não fazer parte do coro dos conformistas. Luís de Camões viu a versão original (de 1572) do mais importante épico português, “Os Lusíadas”, ser sujeita a alterações, em 1584, após avaliação pela Inquisição, enquanto no passado século o Canto IX foi eliminado do currículo escolar. Um exemplo disto hoje é dado pelo Nobel de Literatura Peter Handtke, que teve de provar ser um escritor incomparavelmente melhor que todos os seus concorrentes para ser laureado, não obstante o coro de conformistas. O absurdo torna-se ainda maior quando aqueles que o atacaram mais ruidosamente aparentam não ter lido uma única linha sua.
Por conseguinte, o som do coro da civilização moderna transmite a impressão de ser regido por Niccolò Maquiavel. Contrastantemente, a harmonia que só podemos ouvir nos cantores individuais a solo transmite uma impressão irresistível de ter sido regida por Aristóteles ou São Tomás de Aquino.

Oliver B. Antic
Embaixador da Sérvia



Prémio Prestígio para um jovem sérvio.

A 29 de maio de 2021, Andrej Savić, um jovem sérvio, conquistou o primeiro lugar (para a sua idade) num dos mais prestigiados, senão o mais importante concurso de música para jovens talentos em Portugal.

 

O nosso pianista, nascido em 2005 em Nis, embora não tenha piano próprio, levanta-se todos os dias às 6h30 para apanhar o comboio da manhã de Grange para o Porto e praticar piano  no Conservatório daquela cidade. Este rapaz humilde e sobretudo talentoso, que vive em Portugal há três anos, tem a maior vontade de ser solista ao piano e por isso que salienta: “Tenho de dar ao piano muitas horas”.

 

 

 



Anexo: Tradução do artigo publicado no "Journal d' Notisijas", 05.06.2021.


ler mais...
Ministro Selaković apresenta o novo serviço “e-consulado”

Foi hoje apresentado em Belgrado o novo serviço do Ministério dos Negócios Estrangeiros "e-consulado", o qual se destina a cidadãos estrangeiros que desejem solicitar um visto e trabalhar na Sérvia.
O Ministro dos Negócios Estrangeiros da República da Sérvia, Nikola Selaković, afirmou que este serviço é um dos indicadores do bom desenvolvimento do nosso país e que atrai para a Sérvia importantes empresas estrangeiras e muitos trabalhadores de outros países.

“Não quero ser pretensioso, mas totalmente objectivo, e dizer que este serviço representa uma viragem no nosso sistema. O "e-consulado" e a digitalização da emissão de vistos de trabalho para trabalhadores estrangeiros que pretendam trabalhar na Sérvia são o primeiro serviço electrónico do Ministério dos Negócios Estrangeiros e posso assegurar que não serão os únicos serviços electrónicos”, afirmou Selaković.

O Chefe da Diplomacia sérvia referiu que o “e-consulado” é considerado a modernização de uma área muito importante do trabalho das missões diplomáticas e consulares sérvias e que é de grande importância para o futuro desenvolvimento do nosso país.

O Ministro lembrou que quando o Presidente da República visitou o estaleiro da auto-estrada ao longo do corredor Morava, foi informado que algumas obras estavam atrasadas porque a empresa Bechtel não tinha recebido as autorizações de trabalho a tempo.

“Quando ouvimos o Presidente, alertei imediatamente os departamentos do Ministério. Ficámos surpresos, pois sabíamos que os vistos na Turquia são emitidos a um bom ritmo e então percebemos que na verdade se referia aos trabalhadores do Bangladesh que solicitaram os vistos na nossa embaixada na Índia, onde há escassez de mão-de-obra”, disse o Ministro.

Segundo ele, isso envolve muito trabalho, cada funcionário tem de receber a documentação em papel, conferir, depois solicitar complementação e só depois dar seguimento.

“Hoje melhorou muito e o nosso pessoal consular recebe toda a documentação por via electrónica. Costumávamos ter dois filtros para verificar a documentação, agora temos três. E o trabalho é muito mais eficiente”, afirmou Selaković.

Acrescentou que foi prometido que o serviço estará disponível em menos de quatro meses e que estaria disponível a partir de segunda-feira em 95 representações diplomáticas e consulares sérvias e em todas as nossas embaixadas e consulados gerais.

O resultado mais importante deste serviço, para além da vantagem em termos de emissão de vistos, é o facto de não ser um projecto de uma autoridade estatal, mas sim um projecto conjunto do Ministério dos Negócios Estrangeiros, do Gabinete de Informática e Administração Electrónica, da Secretaria-Geral do Governo, do Ministério do Interior, do Ministério do Trabalho, Emprego, Veteranos e Assuntos Sociais e da Agência Nacional de Emprego.
“Fizémos algo muito bom em tempo recorde. O nosso Ministério e todo o Estado podem orgulhar-se disso. Estou certo de que, no futuro, modernizaremos ainda mais o nosso trabalho e faremos da Sérvia um dos raros países com tais mecanismos e meios consulares mais avançados”, afirmou Selaković.

O Ministro explicou que o desenho que representa Nikola Tesla e o antigo prédio da estação com um guindaste, na verdade, simboliza um facto histórico - Tesla estava de visita a Belgrado no ano em que o prédio foi construído.
“Hoje, uma Belgrado do futuro está a emergir, e o que fizémos juntos mostra o que o futuro reserva para a Sérvia, o desenvolvimento da inteligência artificial, TI e o melhoramento das condições para um número cada vez maior de pessoas que vivem hoje na Sérvia, e para as que no futuro venham viver e trabalhar para a Sérvia”, concluiu o Ministro.

O Chefe do Gabinete de Informática e Administração Electrónica, Mihailo Jovanović, afirmou que os serviços electrónicos se destinavam, primeiramente, a estrangeiros, enquanto que até agora eram sobretudo para os nossos nacionais.

No período entre 1 de Janeiro de 2019 a 17 de Maio deste ano, a maioria dos pedidos de visto foi enviada à nossa Embaixada em Pequim, ou seja, 6.766, seguindo-se a Embaixada em Nova Delhi, com 2.973, de Xangai, com 2.115, de Tóquio, com 1.798 e do Cairo, com 1.756.

Na Embaixada em Argel houve 1.270 pedidos de visto no mesmo período, 1.095 em Jacarta e 1.077 em Beirute.
Em termos de nacionalidade, solicitaram o visto de trabalho sérvio principalmente cidadãos chineses (9 516), indianos (1 955) e ucranianos (673).

 



Vučić: Consideramos a Europa a nossa casa

8 de Maio de 2021


O Presidente Vučić afirmou esta noite que a ideia visionária de Robert Schuman trouxe a verdadeira vitória de uma nova confiança após a Segunda Guerra Mundial e fé na unificação das diferenças com base na paz e na solidariedade, finalizando com a mensagem de que a Sérvia tem essa fé, bem como a esperança de vir a pertencer à família das nações europeias.


Felicitando todos na Sérvia e na UE pelo Dia da Europa, Vučić lembrou que 9 de Maio foi também o dia em que se comemorou a grande vitória da liberdade, conquistada com enormes sacrifícios.


“Embora os horrores da guerra ainda estivessem frescos na memória e a Europa estivesse a sarar as feridas da Segunda Guerra Mundial, existiam pessoas, como Robert Schuman, que compreenderam que o futuro só poderia ser criado com base na reconciliação das nações e na sua unidade”, afirmou Vučić na recepção por ocasião do Dia da Europa, salientando que os povos europeus ousaram ver os adversários recentes como futuros aliados.


“A ideia visionária de Schuman de que a paz será preservada se as forças criativas forem proporcionais aos perigos e ameaças e de que a Europa emergirá de conquistas específicas, significou uma verdadeira vitória da confiança e da fé na união das diferenças com base na paz e na solidariedade”, declarou Vučić.


Reiterou que a Sérvia, embora nem sempre assim pareça, possui essa fé, bem como a esperança de que as suas conquistas concretas, no longo e difícil caminho para a adesão à UE, sejam devidamente valorizadas.
“E com o vosso auxílio, apoio e críticas, a Sérvia tornar-se-á um país que tornará todos felizes por integrar a comunidade das nações europeias. Acredito que com o nosso apoio, auxílio e críticas, também contribuiríamos para que a UE se tornasse um lugar ainda melhor para se viver”, afirmou Vučić.
A plena adesão à UE, com uma solução de compromisso para a questão do Kosovo e Metohija, é uma forma de atingir o objectivo, tornando a Sérvia organizada e bem-sucedida, o que significaria estarmos no bom caminho europeu, afirmou o Presidente da Sérvia.


Vučić acrescentou que ainda temos de envidar muitos esforços nas reformas; não porque alguém nos peça para o fazer, mas porque sabemos que isso constituirá um benefício para o país.
Destacou que as reformas no Estado de Direito foram excepcionalmente importantes, razão pela qual estão agora a ser abordadas com uma muito maior responsabilidade.


“No nosso país, existe uma competição em relação a quem se afirma mais a favor da Europa, ao mesmo tempo que diz, por baixo da mesa, que se é o menos significante para a Europa. A Europa não pertence apenas àqueles que desejam usar o dinheiro europeu, não pertence aos governantes que afirmam estar no caminho europeu por acreditarem que dessa forma impedem que a oposição chegue ao poder, nem aos que pensam que essa é a única forma de conseguir o poder. É de todos nós, mas não podemos tirar da Europa apenas aquilo que gostamos sem aceitar o que não gostamos”, explicou.


Sei, acrescentou, como é difícil para nós, na Sérvia, ouvir críticas relativamente ao Kosovo, bem como relativas ao Estado de Direito.


“Testemunho pessoalmente que somos nós mesmos que não prestamos a devida atenção e não disponibilizamos uma abordagem diligente aos problemas contundentes nesta área. Acredito que com um maior zelo poderemos mudar a atitude dos cidadãos da Sérvia, adquirindo um maior respeito por parte da UE pelo que estamos a realizar”, sublinhou.
O Presidente Vučić salientou ainda que a UE é, indubitavelmente, o maior doador, investidor e, de longe, o parceiro comercial mais importante da Sérvia, lembrando que cerca de dois terços de todo o comércio e uma percentagem ainda maior de actividades ligadas ao sector de serviços se relacionam com a UE, sendo que tal constituem factos, quer se goste ou não.


Lembrou ainda que, há sete anos, quando foi eleito Primeiro-Ministro, três vezes menos pessoas trabalhavam em empresas oriundas de países da UE que hoje.


“Apesar de todos os problemas, isto demonstra o quanto conseguimos fazer juntos e obter bons resultados, para melhorar a vida das pessoas, oferecer-lhes segurança no trabalho, para mostrar que podemos cuidar mais delas”, afirmou Vučić, salientando a grande ajuda da UE no campo da educação.


Revelou que durante a recente visita à UE, que avaliou como tendo sido a melhor até agora, a Sérvia recebeu um apoio adicional para projectos de infraestruturas, prioritariamente de modernização, ou seja, essencialmente a construção de uma nova linha férrea Belgrado-Nis-Presevo.


Aformou que tal foi confirmado por carta da Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, sublinhando que esta foi a melhor carta que alguma vez recebeu de Bruxelas.


“Estou muto agradecido à Presidente von der Leyen por fazer notar que este é um divisor de águas nas nossas relações. É um ponto de inflexão, pois esse apoio excede tudo o que fizemos juntos até ao momento, em termos de escala, força e significado deste projecto”, afirmou.


Acrescentou que a Sérvia e os seus cidadãos consideram a Europa como a sua casa e é por isso que queremos dar o nosso melhor contributo para a paz através da conectividade regional, da Conferência de Berlim e do mini-Schengen.
“Encorajado pela mensagem das autoridades europeias, espero poder recebê-las em breve, para que possamos discutir a continuação da aceleração do nosso caminho europeu”, concluiu Vučić.


O Chefe da Delegação da União Europeia na Sérvia, Sem Fabrizi, ofereceu uma recepção esta noite por ocasião da celebração do dia 9 de Maio, Dia da Europa. Para além do Presidente sérvio, Aleksandar Vučić, a recepção na Assembleia da Cidade de Belgrado contou com a presença do Presidente do Parlamento sérvio, Ivica Dačić, a Primeira-Ministra sérvia, Ana Brnabić, o Ministro dos Negócios Estrangeiros, Nikola Selaković, a Ministra da Integração Europeia, Jadranka Joksimović, representantes do corpo diplomático e outros figuras públicas.


O Dia da Europa foi instituído em memória do início da criação da União Europeia (UE) e o Dia da Vitória sobre o fascismo na Segunda Guerra Mundial. A recepção foi realizada em memória do 9 de Maio de 1950, quando foi assinada a Declaração Schuman, que lançou as bases da União Europeia, um projecto que resultou no mais longo período sem guerra no velho Continente.
Fonte: Tanjug
Foto: Tanjug

***



O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "Crise e justiça social", publicado no Diario de Noticias, 03 Maio 2021

O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "Crise e justiça social", publicado no Diario de Noticias, pode ser acessado aqui.



Reunião com o Alto Representante da UE para os Negócios Estrangeiros e Política de Segurança

26 de Abril de 2021

O Presidente da República da Sérvia, Aleksandar Vučić, reuniu-se hoje em Bruxelas com o Alto Representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros e Política de Segurança, Josep Borrell, para discutir as reformas do Estado de Direito, o diálogo entre Belgrado e Pristina, assim como a harmonização da política externa sérvia.

Numa conferência de imprensa conjunta, o Presidente Vučić afirmou que a Sérvia conseguiu aumentar o comércio com a UE nos últimos 10 anos, ascendendo hoje a 25 mil milhões de euros, o que indica a importância da União Europeia e dos seus membros para a economia sérvia e o progresso nos padrões de vida do nosso povo. Com referência ao diálogo com Priština, o Presidente reiterou que Belgrado está empenhado no diálogo, conforme tem estado até agora, e que estará ainda mais empenhado no futuro próximo, desejando que a mesma determinação possa ser observada do outro lado.


ler mais...
Assinatura do Acordo de Financiamento para a segunda parte do Programa de Acção IPA para 2020

23 de Abril de 2021

O Presidente da República da Sérvia, Aleksandar Vučić, participou hoje na assinatura do Acordo Financeiro para a segunda parte do Programa de Acção IPA para 2020. O Presidente agradeceu à União Europeia pelo enorme apoio prestado à Sérvia, acrescentando que aguarda uma conferência inter-governamental em Junho, altura em que poderá ter lugar a abertura do primeiro cluster da negociação.

“Estou imensamente satisfeito por poder saudar os 27 embaixadores da UE e o chefe da delegação da UE em Belgrado e agradecer o vosso enorme apoio. Hoje recebemos 86 milhões de euros em subvenções da UE; são fundos destinados a programas e projectos, os quais foram previamente acordados. São projectos estruturais, que vão desde o desenvolvimento e progresso na educação, empreendedorismo, oportunidades de inovação, protecção do ambiente, ao progresso do Estado de Direito”, afirmou o Presidente Vučić.


ler mais...
O Presidente Vučić: reunião online com representantes da delegação do FMI

 

21 de Abril de 2021

O Presidente da República da Sérvia, Aleksandar Vučić, esteve hoje em reunião online com representantes da delegação do Fundo Monetário Internacional, liderada pelo Chefe da Missão, Jan Kees Martijn. Os interlocutores concluíram que o principal objectivo da Sérvia continua a ser o de preservar a reputação de país fiscalmente seguro, a qual foi arduamente conquistada, bem como continuar a conduzir uma política fiscal responsável de modo a que a dívida pública não exceda 60 por cento do PIB, pelo que a Sérvia continua a envidar esforços no sentido de manter o crescimento económico.

Durante as conversações, o Presidente Vučić e Jan Kees Martijn abordaram particularmente as medidas de incentivo, tendo sido adoptados três pacotes de medidas no sentido de assistir a economia e os cidadãos, as quais conseguiram preservar a estabilidade macro-económica e até alcançar uma taxa de emprego mais elevada. Martijn elogiou a política económica responsável da Sérvia e a sua bem-sucedida gestão da crise durante a pandemia.

“A Sérvia alcançou no passado ano um dos melhores resultados, apesar dos desafios devido à pandemia”, afirmou Martijn, observando que a Sérvia foi um dos poucos países para os quais o FMI não teve necessidade de ajustar a projecção inicial de 5% de crescimento no passado ano.

O Presidente Vučić acrescentou que, após o primeiro trimestre de 2021, a Sérvia está bem encaminhada para alcançar o crescimento previsto de 6%, conforme planeado, sendo que um dos principais propósitos do governo é investir em grandes projectos de infraestruturas, intensificando para tal a atracção de investimentos directos estrangeiros.

“Em 2020, a Sérvia estava no topo da lista, em termos de crescimento económico na Europa, e estou convencido de que este ano podemos estar entre os primeiros três ou quatro países, em termos de crescimento”, declarou o Presidente Vučić, acrescentando estar satisfeito pelo facto da Sérvia, apesar da situação de pandemia, manter um fluxo de investimento extremamente forte.

O Presidente Vučić e Jan Kees Martijn discutiram ainda um novo acordo de consultoria, o qual adquire especial importância à luz dos avanços no clima geral de investimentos na Sérvia, no contexto de ser facultada uma maior garantia ao investidor.

“Dado o enorme progresso alcançado pela Sérvia nos últimos oito anos, o objectivo prioritário deste acordo será preservar os resultados alcançados, mas também oferecer apoio na implementação de reformas estruturais destinadas a intensificar o crescimento, tornando-o mais rápido, mais forte e mais sustentável”, concluiu o Presidente Vučić, agradecendo ao FMI, e de modo particular o empenho pessoal de Jan Kees Martijn, pelo apoio profissional e especializado concedido à Sérvia.

O Presidente Vučić sublinhou que a Sérvia prestará especial atenção às reformas nas empresas públicas, sendo que as suas prioridades continuarão a ser os investimentos em infraestruturas, criando deste modo um clima ainda mais favorável para os investimentos, no meio ambiente, na ciência e projectos de capital, o que contribuirá para um crescimento financeiro estável de longo-prazo. Source: www.predsednik.rs Photo: www.predsednik.rs

***



Reunião com o Director Regional para a Europa da Organização Mundial da Saúde

 

20 de Abril de 2021

O Presidente da República da Sérvia, Aleksandar Vučić, encontrou-se hoje com o Director Regional para a Europa da Organização Mundial da Saúde, Hans Kluge, para discutir a cooperação na luta contra a pandemia do COVID-19, bem como a cooperação para o progresso da área da saúde no nosso país e outras actividades conjuntas.

O Presidente Vučić agradeceu ao Dr. Kluge pelo seu apoio e envolvimento pessoal durante a actual pandemia, em particular pela assistência técnica e conhecimento partilhado. Aproveitando a ocasião, o Presidente informou o representante da OMS acerca dos resultados da vacinação na Sérvia e os planos referentes à distribuição da vacina a todos os cidadãos que a desejem receber.

O Dr. Kluge felicitou o Presidente Vučić pela sua liderança e empenho pessoal na distribuição das vacinas, salientando que a Sérvia, com a sua adequada estratégia de imunização, se destacou entre os líderes mundiais, tornando-se num exemplo de humanidade e solidariedade ao proporcionar a vacinação de idosos em áreas rurais, de cidadãos estrangeiros e a doação de vacinas a outros países.

“A Sérvia reconheceu a vacina como algo que salva vidas, não a considerando geopoliticamente”, afirmou o Dr. Kluge.

Os dois interlocutores concordaram que o mundo deve aumentar a capacidade de produção das vacinas, bem como desenvolver novas terapias adequadas ao combate do COVID-19 e, nesse sentido, empenhar-se em reforçar o nível de confiança dos cidadãos na ciência.

O Presidente Vučić inteirou o Dr. Kluge sobre os planos para aperfeiçoar o trabalho do Instituto de Virologia, Vacinas e Séruns “Torlak”.

“Queremos tornar o ‘Torlak’ num dos melhores fabricantes de vacinas da Europa”, concluiu o Presidente Vučić. Source: www.predsednik.rs Photo: www.predsednik.rs

***



Selaković: O extremismo político dos albaneses do Kosovo e Metohija está a tornar-se mais duro

13 de Abril de 2021

O Ministro dos Negócios Estrangeiros da Sérvia, Nikola Selaković, advertiu, na reunião do Conselho de Segurança da ONU, que o extremismo político entre os albaneses do Kosovo e Metohija não está a diminuir, antes pelo contrário, está a tornar-se mais duro. 

Na reunião para discussão do Relatório do Secretário-Geral da ONU sobre o trabalho da UNMIK, o Ministro Selaković relembrou que a obrigação de constituir a Comunidade de Municípios Sérvios continua por cumprir há 2.917 dias e que, de facto, a 19 de Abril assinalam-se oito anos desde que o acordo foi alcançado em Bruxelas, tempo este durante o qual Pristina se recusa a cumprir compromisso que assumiu, de permitir a formação da Comunidade de Municípios Sérvios.


ler mais...
Selaković: Pristina persiste na campanha de ódio contra o povo sérvio

 

13 de Abril de 2021

O Ministro dos Negócios Estrangeiros da Sérvia, Nikola Selaković, afirmou hoje que Pristina continua a persistir na sua campanha de ódio contra o povo sérvio, o que foi definitivamente confirmado pelas acusações infundadas de violações em massa e genocídio.

Na reunião do Conselho de Segurança da ONU, na qual foi discutido o Relatório do Secretário-Geral da ONU sobre o trabalho da UNMIK, Selaković salientou que a tentativa das instituições provisórias do Kosovo e Metohija de criar uma narrativa sobre violações em massa de mulheres albanesas é óbvia, e que métodos de propaganda e mentiras estão a ser usados usados com esse propósito.


ler mais...
O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic acerca do processo de Vacinação na Sérvia, publicado na Diario de Noticias, 8 Abril 2021

O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic acerca do processo de Vacinação na Sérvia, publicado na Diario de Noticias, 8 Abril 2021, pode ser acessado aqui.

***



O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "A Grecia comemora 200 anos de indepêndencia", publicado na Diario de Noticias, 29 Março 2021

O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "A Grecia comemora 200 anos de indepêndencia", publicado na Diario de Noticias, pode ser acessado aqui.

***

 



Celebração do Dia da Memória das vítimas da agressão da NATO

O Presidente da República da Sérvia, Aleksandar Vucic, fez uma declaração por ocasião da celebração do Dia da Memória das vítimas da agressão da NATO.

“Sua Santidade, distinto Membro da Presidência da Bósnia e Herzegovina, distintos Presidentes das Assembleias Nacionais da República da Sérvia e da República Srpska, distintos Primeiros-Ministros da República da Sérvia e da República Srpska, distintos Ministros de ambos os governos, caros convidados e amigos, representantes do povo sérvio do Montenegro, da Macedónia do Norte, da Croácia, obrigado pelo facto de estarmos todos juntos esta noite e pelo espírito sérvio ser inquebrável e invencível.

Uma criança por dia e pouco mais que isso. Este é o número mais difícil, repugnante e doloroso da agressão da NATO em 1999. Mortos, presos, sem culpa de nada, sem terem cometido nenhum pecado, sem direito a defesa, sem direito a justiça e sem direito à vida.


ler mais...
Alfabetização digital, conectividade digital para todos os cidadãos

23 de Março de 2021

A Primeira-Ministra Ana Brnabić afirmou hoje, no Fórum “Affordable Europe: ICT for All”, que a transformação digital tem sido uma das principais prioridades do seu governo nos últimos anos e a pandemia do coronavírus provou que esta decisão de se voltar para a inovação e a digitalização foi acertada, talvez crucial.

A. Brnabić salientou que um governo focado na digitalização, entendida como uma necessidade e uma forma de oferecer melhores serviços públicos, melhor educação, um mercado de trabalho mais competitivo e um ambiente de negócios atractivo, e a actual revolução tecnológica traz mudanças sem precedentes no estilo de vida e no trabalho.


ler mais...
Por que investir na Sérvia?

O número de setores da República da Sérvia apresenta um enorme potencial de investimento.

Mais informações sobre as condições de investimento na Sérvia podem ser encontradas na Publicação da Agência de Desenvolvimento da Sérvia (RAS) no seguinte link: https://ras.gov.rs/uploads/2021/03/why-invest-2021.pdf

***



Assinalando o Dia em Memória do massacre no Kosovo e Metohija, a 17 de Março de 2004

 


O Presidente da República da Sérvia, Aleksandar Vučić, participou hoje nas cerimónias do Dia em Memória do massacre no Kosovo e Metohija, a 17 de Março de 2004. Em declarações, este afirmou que foi há exatamente 17 anos atrás que ocorreu um massacre em Kosovo e Metohija; um massacre que superou todos os outros crimes.


“Pode haver momentos em que somos impotentes para evitar a injustiça, mas nunca deve haver um momento em que deixemos de protestar; estas palavras de Elie Wiesel, sobrevivente do campo e vencedor do Nobel, incumbe-nos para sempre a obrigação de não permanecer em silêncio perante o crime, independentemente de quem e por que motivo o cometeu”, afirmou o Presidente Vučić, acrescentando que nos lembramos de todas as lições aprendidas quando fomos perdedores, cada uma em que silenciámos as nossas próprias vítimas e cada uma em que estávamos dispostos a esquecer.


“A Sérvia não é hoje um país enfraquecido, nem um país de perdedores; não é uma ameaça, mas também não esquece; está pronta para negociações, mas não para a humilhação. A Sérvia, como todos os outros, tem direito a cuidar do seu povo, da sua segurança e do seu bem-estar. O direito à vida é um direito humano fundamental e vamos sempre defendê-lo”, declarou o Presidente Vučić.


O Presidente afirmou que o massacre supera todos os outros crimes, porque não é apenas um acto, mas uma intenção, uma política, uma tentativa premeditada de remover à força pessoas pertencentes a outros povos e credos de uma região ou país.


“Não temos o direito de ficar calados perante isto”, afirmou o Presidente da Sérvia, salientando que temos a obrigação de ser vencedores, sem guerras nem derramamento de sangue, de ser os melhores na economia, na saúde, no desporto, na educação e em tudo o mais que implica desenvolvimento e progresso.


“Também desejamos que os outros trabalhem por si próprios e obtenham sucesso, porque estamos conscientes de que o crime é uma ferramenta dos perdedores, da qual os vencedores não necessitam, conforme se devem lembrar; estes perdoam e seguem em frente, enquanto os perdedores continuam às voltas no mesmo círculo vicioso. Nós, sérvios, não desejamos mais permanecer assim, queremos um futuro no qual nos lembraremos, mas do qual não voltaremos mais. Sabemos o que aconteceu e o chamamos pelo seu nome verdadeiro”, concluiu o Presidente Vučić.

***

 



Encontro com o Chefe da Delegação da União Europeia

O Presidente da República da Sérvia, Aleksandar Vučić, reuniu-se hoje com o Chefe da Delegação da União Europeia, o Embaixador Sam Fabrizi, para discutir a continuação da luta contra a pandemia COVID-19 e os desafios colocados pelo processo de vacinação em massa.

 


ler mais...
República da Sérvia marca o "Mês da Francofonia"

República da Sérvia, como membro associado da Francofonia, juntamente com toda a comunidade francófona do mundo, marca o "Mês da Francofonia". Para todos os amantes da cultura sérvia e da língua francesa, o Ministério da Cultura e Informação da República da Sérvia preparou um rico programa, e a Embaixada da República da Sérvia em Lisboa convida-o a descobrir a diversidade e riqueza da cultura sérvia em Francês.

***



O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "Liberdade, justiça e igualdade fazem parte da herança civilizacional da Sérvia", publicado na Diplomática

O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "Liberdade, justiça e igualdade fazem parte da herança civilizacional da Sérvia", publicado na Diplomática, pode ser acessado aqui.

***



COMMEMORAÇÂO DO DIA NACIONAL DA REPÚBLICA DA SÉRVIA, 15 DE FEVEREIRO

 

O vídeo por ocasião do

Dia Nacional da República da Sérvia

pode ser entrontrado aqui.

***



DIA NACIONAL DA SÉRVIA, A 15 DE FEVEREIRO DE 2021

DISCURSO DE
S.E. O SENHOR EMBAIXADOR DA REPÚBLICA DA SÉRVIA EM LISBOA OLIVER ANTIĆ

POR OCASIÃO DO DIA NACIONAL DA SÉRVIA,
A 15 DE FEVEREIRO DE 2021



Caros Representantes da Entidades Oficiais Portuguesas,

Membros do Corpo Diplomático acreditados em Portugal,
Excelências,
Senhoras e Senhores,
Caros Amigos:

Gostaria, antes de mais, de vos agradecer a vossa presença, embora não física, aqui hoje, quando comemoramos o Dia Nacional da República da Sérvia.


A Sérvia é um Estado muito antigo. Há cerca de 800 anos atrás, tornou-se um Reino quando Stefan Nemanja, o primeiro soberano depois de muitos grão-príncipes, foi coroado Rei em 1217. Foi o Papa Honório III quem enviou pelo seu legado a coroa para ser entregue a Stefan. Anos mais tarde, o seu irmão, São Sava, primeiro Arcebispo de Sérbia, coroou-o novamente (de acordo com o protocolo ortodoxo).
Stefan I da Sérvia foi, assim, proclamado Rei por bula papal, tal como D. Afonso Henriques o foi 38 anos antes, em 1179, pelo Papa Alexandre III (por curiosidade, o mesmo que estava presente em Paris, aquando do lançamento da pedra angular da catedral de Nôtre-Dame).


Recentemente, no dia 27 de Janeiro, em Belgrado, o Presidente Aleksandar Vučić inaugurou um magnífico monumento ao pai de Stefan I da Sérvia, também Stefan Nemanja, Grão-Príncipe da Sérvia, canonizado pela Igreja Ortodoxa Sérvia como São Simeão, o Abençoado ou o Exalador de Mirra, um governante determinado, que é retratado segurando uma espada numa mão e a Carta Hilandar na outra.


A primeira constituição do Reino da Sérvia e mais alto código da Igreja Ortodoxa Sérvia, o Nomocano de São Sava, terminado em 1219 (ano da independência da nossa Igreja do Patriarcado bizantino de Constantinopla) foi aceite na Bulgária, na Roménia e na Rússia, como uma fonte do Direito. Foi impresso e aplicado na Rússia, mesmo já no século XVII.


O Nomocano era considerado uma lei divina e foi implementado juntamente com o famoso código do Imperador Dusan, no século XIV, quando a Sérvia se tornou um Império. O código Dusan previa, 400 anos antes de Montesquieu, a separação dos poderes, o que constituia um caso único na Idade Média, o poder judicial não estar na mão do Governante.

Mas, o nosso Dia Nacional comemora a Constituição SRETENJE de 1835, aprovada a 14-15 de Fevereiro numa assembleia Estatal, a qual se manteve em vigor apenas por duas semanas e que, por ser demasiado moderna e liberal teve a oposição dos três poderes mais influentes nos balcãs daquela época - os Impérios Otomano, Russo e  Austro-Húngaro. A Constituição SRETENJE foi a primeira Constituição sérvia após a guerra contra os Otomanos e trouxe a liberdade aos sérvios e não só.


Hoje, congratulo-me também com as óptimas relações bilaterais entre a Sérvia e Portugal, das quais se celebra este ano o seu 139º jubileu. O Reino da Sérvia estabeleceu relações com o Reino de Portugal e Algarves quando existiam apenas 11 Estados na Europa. Prova destas boas relações foi a visita de Estado presidencial, a visita oficial a Portugal do Ministro dos Negócios Estrangeiros sérvio e a  visita não oficial do Primeiro-Ministro, nos anos recentes.


Viva a Sérvia!
Viva Portugal!
 

 

Hino nacional da Sérvia

 



Encontro com o Chefe da Delegação da União Europeia na Sérvia

O Presidente da República da Sérvia, Aleksandar Vučić, reuniu-se hoje cedo com o Chefe da Delegação da União Europeia na Sérvia, o Embaixador Sam Fabrizi, para discutir o caminho europeu da Sérvia, a continuação da luta contra a pandemia COVID-19 e a implementação de reformas políticas e económicas, com particular ênfase no Estado de Direito e nos planos para novos investimentos da UE no nosso país.

O Presidente Vučić agradeceu à UE pelo apoio concedido à Sérvia nas reformas estruturais e medidas económicas e pelos investimentos da UE no nosso país. O Presidente expressou particularmente a esperança de que os primeiros contingentes de vacinas do programa COVAX, ao qual a União Europeia aderiu, cheguem brevemente.

“A Sérvia esteve entre os primeiros a aderir a este programa, mostrando mais uma vez que é um parceiro sério e fiável da União Europeia. Estou convicto de que juntos, com solidariedade e compreensão mútuas, conseguiremos sair desta crise e continuar o trabalho de recuperação económica", afirmou o Presidente Vučić, acrescentando que a UE é o principal parceiro do nosso país em matéria de comércio externo e de investimento, visto dois terços do nosso comércio e investimentos se referirem a países da UE.

O Chefe da Delegação da UE, Sam Fabrizi, afirmou que a UE continuará a ser inteiramente solidária e que envidará todos os esforços para garantir a distribuição de vacinas, tanto na Sérvia como nos outros países dos Balcãs Ocidentais. Exprimiu ainda a sua satisfação com os resultados do Governo da Sérvia, realçando em particular as medidas oportunas e decisivas que foram tomadas na luta contra o coronavírus e que contribuíram para manter a estabilidade económica do país durante a pandemia.

“Em virtude das reformas estruturais em curso, a Sérvia, paralelamente ao processo de adesão, tem mostrado resiliência à crise e capacidade de mitigar os efeitos na economia, com excelentes resultados na área da saúde”, afirmou Sam Fabrizi, salientando que a pandemia não afetou o compromisso indubitável dos Balcãs Ocidentais para com o processo da UE.

O Embaixador Fabrizi apresentou ainda ao Presidente Vučić o novo Chefe da Representação Regional do BEI para os Balcãs Ocidentais, Alessandro Bragonzi, o qual afirmou ser uma grande honra para ele assumir responsabilidades na região numa altura em que esta enfrenta uma tão difícil crise.

O Banco Europeu de Investimento investiu 873 milhões de euros nos Balcãs Ocidentais durante 2020, cerca de 50 por cento mais do que no ano anterior. A maior parte dos activos, ou seja, 531 milhões de euros, tem vindo a ser investida na construção e modernização das infraestruturas

de transporte da região, em linha com as prioridades da União Europeia que visam o aumento da conectividade.

"A Sérvia continuará a sua notável cooperação com o BEI, uma vez que estamos fortemente empenhados em construir uma economia com bases sólidas, bem como na inovação e em todos os outros projectos apoiados pelo BEI até agora, que sem dúvida contribuíram para os nossos bons resultados económicos em 2020", disse o Presidente Vučić e afirmou que a continuação dos progressos no sistema de saúde da Sérvia, o desenvolvimento da rede de infraestruturas e a implementação da agenda verde e digital continuam a ser as principais prioridades da Sérvia. O Presidente exprimiu ainda a esperança de que, com o apoio do BEI, os projectos previstos sejam concluídos com êxito.

"No âmbito deste compromisso, a Sérvia está determinada a criar um clima de negócios ainda mais favorável, com pacotes de subsídios adicionais para os investidores da UE que desejam investir no nosso país", afirmou o Presidente Vučić.

“A União Europeia e o Banco Europeu de Investimento, através da abordagem 'Team Europe', apoiam os objectivos estratégicos da Sérvia, na área da conectividade, do ambiente e da energia, trabalhando em projectos prioritários, como a reconstrução do Centro Clínico da Sérvia, com a construção de um edifício adicional, a reconstrução do Centro Clínico de Voivodina, a modernização da infraestrutura ferroviária existente, a interconexão de gás com a Bulgária, a auto-estrada Mir e o Corredor 10", explanou o Embaixador Fabrizi e expressou a disponibilidade da UE para prosseguir com investimentos que estimularão o crescimento económico da Sérvia, os quais constituem o cerne do novo Plano Económico e de Investimento para os Balcãs Ocidentais da UE.

Afirmou ainda que a Sérvia deve prosseguir o seu caminho europeu e que é fundamental um maior apoio da União para a consolidação, adopção e implementação de reformas, em benefício dos cidadãos.

“Continuaremos intensamente empenhados em cumprir a agenda europeia, com o objectivo de abrir novos capítulos e avançar mais rapidamente no caminho para a adesão à UE”, concluiu o Presidente Vučić.

O Presidente Vučić e o Embaixador Fabrizi debateram o processo de harmonização da legislação sérvia com a legislação da União Europeia, concordando que é necessário desenvolver um trabalho mais dinâmico na área do Estado de Direito.

Os dois interlocutores abordaram ainda a reforma judicial, o combate à corrupção, a liberdade de imprensa e a retoma do diálogo inter-partidário.

O Embaixador Fabrizi e o Presidente Vučić reafirmaram a importância de continuar o diálogo com Priština, facilitado pela UE.

Belgrado,

4 de Fevereiro de 2021

***



Potencial significativo para o desenvolvimento da cooperação com Portugal

O Ministro dos Negócios Estrangeiros da República da Sérvia, Nikola Selaković, esteve hoje em conversações com a Embaixadora de Portugal, Maria Virgínia Mendes da Silva Pina.

O Ministro afirmou que as relações bilaterais eram tradicionalmente amigáveis, pautadas por uma boa cooperação a todos os níveis, considerando que existe um significativo potencial para o seu desenvolvimento em numerosas áreas.

Selaković expressou o desejo de que a intensidade do diálogo político e a dinâmica das visitas bilaterais aumentem e aproveitou para estender um convite ao Ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, para uma visita à Sérvia.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros da Sérvia felicitou Portugal por ter assumido a Presidência do Conselho da UE no primeiro semestre deste ano e manifestou a esperança de que o tema do alargamento conste da agenda desta presidência.

Apraz-nos sumamente o apoio contínuo do vosso país ao processo de integração europeia da Sérvia e temos esperança que a Presidência portuguesa possa preconizar mais progressos para a Sérvia nesse sentido, sublinhou Selaković.

Debatendo a cooperação económica entre os dois países, o Ministro Selaković salientou a necessidade da sua consolidação, destacando a agricultura, o sector de TI, a energia e a gestão de resíduos como áreas aptas para uma intensificação das relações económicas. Mais, o chefe da diplomacia sérvia convidou os investidores portugueses a aumentarem a sua presença no mercado sérvio num futuro imediato.

 

Belgrado,

4 de Fevereiro de 2021

***



E - Visa - Instruções de pagamento

De acordo com a nova estratégia e com a melhoria do trabalho do serviço consular, na fase inicial de introdução dos pedidos de visto eletrónico, os clientes consulares podem pagar a taxa de emissão do visto eletronicamente.

Os detalhes da conta bancaria para ser realizado pagamento da taxa consular de visto podem ser encontrada aqui.



Presidente Vučić: Sérvia é a primeira na Europa em termos de crescimento

12 de Janeiro de 2021

O Presidente sérvio, Alexander Vučić, salientou que a Sérvia é o primeiro país da Europa em termos de crescimento económico, o que será oficialmente confirmado no final de Março; este resultado foi possível graças às medidas de reforma tomadas desde 2014 e à rápida abertura do país após a primeira onda do novo coronavírus.
O Presidente sublinhou ainda que a Sérvia teve um crescimento económico de 5,2 por cento no primeiro trimestre, enquanto na zona euro este foi de menos 3,2 por cento, no segundo trimestre a Sérvia teve um crescimento de menos 6,3 por cento, enquanto a zona do euro registou menos 14,7 por cento, e no terceiro trimestre, quando a zona do euro estava em menos 4,3 por cento, os números da Sérvia eram de apenas menos 1,4 por cento. Vučić apontou o exemplo do Montenegro, que registou um crescimento de menos 26 por cento no terceiro trimestre.


ler mais...
Encontro com a Embaixadora da República de Portugal

O Presidente da República da Sérvia, Aleksandar Vučić, reuniu-se hoje cedo com a Embaixadora da República de Portugal na Sérvia, Maria Virgínia Mendes da Silva Pina, para debater as prioridades da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia.
Durante a reunião, o Presidente Vučić salientou que a Sérvia continua empenhada no seu caminho europeu e nas reformas e cooperação com as instituições da União Europeia. "A Sérvia disponibiliza a sua contribuição e total apoio a todos os projectos implementados pela UE, tanto na Sérvia quanto na região dos Balcãs Ocidentais", afirmou o Presidente Vučić, assegurando a total cooperação da Sérvia para a consolidação da capacidade de reacção a crises de saúde pública.
O Presidente manifestou ter a esperança de que, durante os seis meses da presidência portuguesa, a União Europeia supere os desafios e alcance os seus objectivos prioritários, incluindo a recuperação económica da UE e a superação da crise. "Espero ainda que Portugal, durante a sua presidência, dê relevância ao alargamento da União Europeia aos Balcãs Ocidentais", acrescentou o Presidente Vučić.
Abordando o diálogo entre Belgrado e Priština, os dois interlocutores expressaram o seu apoio aos esforços de Miroslav Lajčak no processo de negociação.
A Embaixadora Virgínia da Silva Pina acentuou que o lema principal da presidência portuguesa é "Tempo de agir: por uma recuperação justa, verde e digital", acrescentando que o seu país envidará esforços para marcar o início de um novo ciclo na Europa nos próximos seis meses, dadas as dificuldades e desafios que a pandemia COVID-19 impôs à União Europeia, à Sérvia e a todo o mundo. Salientou o reforço do modelo social como tema central da presidência, no sentido de fomentar a confiança dos cidadãos na União Europeia.
A Embaixadora Virgínia da Silva Pina felicitou o Presidente Vučić pelos resultados económicos alcançados, que provaram ter sido melhores que os de muitos Estados-Membros da UE no passado ano.


Belgrado,
4 de Janeiro de 2021

***



Cada sérvio da diáspora é potencialmente um lobista

3.1.2021.

Os nossos compatriotas a viver no exterior são um enorme potencial não reconhecido pelo Estado da maneira certa até agora, pelo que é necessária uma abordagem diferente para a questão de como potencializar a nossa diáspora e usar a boa-vontade das pessoas, que são potenciais lobistas pelos interesses da Sérvia e do povo sérvio, afirmou o Ministro dos Negócios Estrangeiros, Nikola Selakovic.


“Quando se trata dos sérvios da diáspora, e principalmente da região dos Balcãs, a questão tem sido uma espécie de ‘colheita autónoma’, que exige muito trabalho e, mesmo quando este é feito, não é visível de imediato”, afirmou o Ministro Selakovic numa entrevista à Tanjug.


ler mais...
MNE Selakovic: Novos embaixadores serão nomeados este ano, mas os objectivos permanecem os mesmos

2.1.2021.

Este ano, a Sérvia poderá finalmente nomear Embaixadores e Cônsules-Gerais para cerca de um terço dos cargos actualmente vagos nas missões diplomáticas e consulares do país no mundo e o Ministro dos Negócios Estrangeiros, Nikola Selakovic, está convicto de que a maioria desses cargos serão preenchidos, conforme afirma, pelas melhores individualidades possíveis.

“Estou convencido de que, durante o próximo ano, a maior parte dessas vagas serão preenchidas”, afirmou Selakovic à Tanjug, salientando que esse trabalho está a ser feito de forma gradual, pois o Estado pretende demonstrar que possui um quadro de funcionários de qualidade, os quais representarão os interesses da Sérvia da melhor maneira possível.


ler mais...
O Embaixador da República da Sérvia em Portugal Oliver Antic deseja-lhe um Feliz Ano Novo

O Embaixador da República da Sérvia em Portugal Oliver Antic deseja-lhe um Feliz Ano Novo

O vídeo pode ser encontrado aqui.

***



O Ministério dos Negócios Estrangeiros da República da Sérvia deseja-lhe um Feliz Ano Novo

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da República da Sérvia deseja-lhe um Feliz Ano Novo

O vídeo pode ser encontrado aqui.

***



Presidente Vucic: A Sérvia deve permanecer no rumo de uma política vitoriosa de estabilidade

 

 

29 de Dezembro de 2020

Preservar a paz, melhorar os cuidados de saúde e o padrão de vida dos cidadãos são aspectos fundamentais para a Sérvia em 2021, sublinhou o Presidente da República, Aleksandar Vucic, seguro de que, embora a consumação desta ambiciosa tarefa seja tudo menos simples, melhores resultados podem ser alcançados trabalhando em concertação com o Governo, garantindo simultaneamente a segurança e um futuro de certeza aos cidadãos.

 


ler mais...
Primeira-Ministra sérvia foi o primeiro chefe do governo europeu a receber a vacina para o covid-19

 

A Primeira-Ministra da República da Sérvia, Ana Brnabic, recebeu hoje a primeira vacina contra o coronavírus, fabricada pela empresa Pfizer, no Instituto de Virologia, Vacinas e Soros “Torlak”, em Belgrado.
Brnabic, que é o primeiro chefe de governo europeu a receber a vacina, salientou que este pode ser o primeiro dia desde 6 de Março que temos um motivo para sorrir, pois não só marca o início do fim da pandemia do coronavírus na Sérvia, como também na Europa e no mundo.


ler mais...
J. Joksimović e Michael Roth discutem negociações de adesão da Sérvia e nova metodologia

A Ministra da Integração Europeia, Jadranka Joksimović, reuniu-se hoje, por videoconferência, com Michael Roth, Ministro de Estado para a Europa no Ministério dos Negócios Estrangeiros da Alemanha. Em debate esteve a situação epidemiológica actual nos dois países e na UE, assim como o processo de integração europeia da Sérvia.

J. Joksimović e M. Roth discutiram ainda questões relacionadas com a situação interna da UE, particularmente no que diz respeito ao novo orçamento para os próximos sete anos, a situação e o futuro da política de alargamento e dos Balcãs Ocidentais, com especial ênfase nos aspectos do processo de adesão da Sérvia, desafios e expectativas da nova metodologia de alargamento, a qual deverá agilizar o processo de negociação, que será melhor monitorizado e dirigido sob uma orientação política mais forte.

J. Joksimović informou M. Roth especificamente sobre o facto do Governo da Sérvia ter preparado um plano de implementação concreto para o primeiro grupo de assuntos em negociação, sobre o Estado de Direito, o qual encerra cinco capítulos que já foram abertos, acrescentando que a implementação do plano já foi iniciada.

“Este credível plano de implementação inclui uma iniciativa reiterada, a qual foi enviada à Assembleia Nacional para aprovação de alterações constitucionais, a adopção do Plano de Acção para a implementação da Estratégia de Media, bem como o Grupo de Trabalho sobre a monotorização da implementação do Plano de Acção e o Grupo de Trabalho sobre Segurança e Proteção de Jornalistas”, anunciou J. Joksimović, de acordo com o comunicado de imprensa emitido pelo Ministério da Integração Europeia.

A Ministra salientou ainda que as recomendações do GRECO para a luta contra a corrupção foram publicadas de forma transparente e que outras ações serão tomadas em conformidade com as mesmas.

Adicionalmente, apresentou todos os outros componentes relevantes da política de reforma da Sérvia constantes dos seis grupos de assuntos, incluindo a Agenda Verde, a digitalização, o Plano Económico e de Investimento para os Balcãs Ocidentais e indicadores macroeconómicos estáveis e sólidos, salientando que, desta forma, a Sérvia demonstrou este ano, mais uma vez, de forma inegável, que participa de forma profunda e substantiva nas principais políticas da UE e que é um país europeu credível.

J. Joksimović realçou que a Sérvia compreende que a UE e os Estados-Membros precisarão de mais algum tempo para definir a aplicação da nova metodologia ao processo de negociação da

Sérvia, e que, portanto, é importante manter um diálogo contínuo e aberto de forma a direccionar o processo, alinhando-o com a nova metodologia.

A Ministra lamentou que as conclusões sobre o alargamento não tenham sido adoptadas este ano e que, consequentemente, a Conferência Política Inter-governamental com a Sérvia não tenha sido realizada durante a Presidência alemã.

Por outro lado, a Ministra expressou a sua convicção de que o próximo Conselho de Estabilização e de Associação oferecerá uma oportunidade para serem discutidos, ao mais alto nível, todos os aspectos políticos e económicos do processo de adesão da Sérvia.

M. Roth agradeceu à Ministra J. Joksimović pela informação e questões partilhadas, bem como pela abordagem pro-activa das reformas por parte da Sérvia e a sua aceitação activa da nova metodologia.

Sublinhou ainda que a Alemanha apoia a Sérvia e a política de alargamento, saudando particularmente todos os passos significativos que o novo Governo sérvio já deu, especialmente no que diz respeito ao 1º grupo de assuntos em negociação - Estado de Direito, salientando que estes representam um positivo e importante sinal para o caminho europeu da Sérvia.

M. Roth concordou com a Ministra J. Joksimović sobre a necessidade de definir urgentemente a aplicação da nova metodologia aos países já em processo de adesão, em que os conjuntos de políticas europeias e a respectiva participação da Sérvia são um instrumento de medição do progresso no processo de adesão.

O Ministro revelou que a Alemanha preconizará a realização da Conferência Política Inter-governamental com a Sérvia no primeiro semestre de 2021.

Os interlocutores debateram em particular o Plano Económico e de Investimento para os Balcãs Ocidentais, concordando que este representa mais uma prova de que a União Europeia atribui uma importância estratégica ao desenvolvimento estável e sustentável da região, particularmente sob circunstâncias difíceis de contenção dos efeitos da pandemia COVID- 19.

J. Joksimović agradeceu ao Ministro M. Roth pela ajuda concreta e duradoura da Alemanha à integração europeia da Sérvia, não apenas a nível político, mas também através do apoio prestado ao desenvolvimento, através do financiamento de projectos de reforma e investimentos estratégicos propícios que contribuiram para a criação de um número significativo de novos empregos.

Os interlocutores concordaram ainda ser extremamente importante que, através do mecanismo COVAX, a Sérvia tenha garantido o seu acesso às vacinas adquiridas pela UE, o qual será quase simultâneo com o acesso dos Estados-Membros.

Fonte: Tanjug

***



Declaracao do Ministerio dos Negocios Estrangeiros

 

Por ocasião do Dia Internacional dos Direitos Humanos, comemorado a 10 de Dezembro, o Ministério dos Negócios Estrangeiros da República da Sérvia reafirmou o seu compromisso com os princípios e os valores da Declaração Universal dos Direitos Humanos, adoptada neste dia em 1948.

Os princípios consagrados na Declaração Universal dos Direitos Humanos têm sido a base para o desenvolvimento do Direito Internacional neste campo e do Sistema Internacional de Protecção dos Direitos Humanos, como uma conquista única da civilização moderna. Cabe-nos a nós, hoje, salvaguardar e fortalecer o Sistema Internacional, garantindo o respeito dos Direitos Humanos, constituindo padrões de Direitos Humanos, controlando a implementação de compromissos, assim como continuar a cooperar com as instituições internacionais e regionais na protecção dos Direitos Humanos.

A Sérvia está totalmente comprometida com os valores universais dos Direitos Humanos e com a implementação prática dos instrumentos jurídicos internacionais de Direitos Humanos. A nossa cooperação continuada com os mecanismos do Conselho de Direitos Humanos no âmbito das Nações Unidas, com o Conselho da Europa e os mecanismos da dimensão humana da OSCE, constitui uma componente significativa da actividade desenvolvida por todas as autoridades estatais, demonstrando deste modo o nosso consistente compromisso com a implementação dos padrões internacionais de Direitos Humanos.

O Dia Internacional dos Direitos Humanos é uma oportunidade para salientar, mais uma vez, que a população sérvia e não-albanesa vem sendo privada dos seus direitos no Kosovo e Metohija e para apelar novamente à comunidade internacional para assegurar o respeito pelas Normas Internacionais de Direitos Humanos, contribuindo para a criação de condições para o retorno dos deslocados internos e a devolução da propriedade usurpada.

***

 



Encontro entre os Embaixadores dos Estados-Membros da UE acreditados na Sérvia e o Chefe da Delegação da UE

O Presidente da República da Sérvia, Aleksandar Vučić, reuniu-se hoje no Palácio da Sérvia com os Embaixadores dos Estados-Membros da UE acreditados na Sérvia e com o Chefe da Delegação da União Europeia, Sam Fabrici, com quem discutiu temas como a dinâmica das negociações de adesão da Sérvia à UE, assim como o Plano Europeu de Investimento apresentado pela Comissão Europeia e o Pacote de Alargamento.


ler mais...
O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "Jihadistas e Relações Internacionais", publicado no Diário de Notícias a 04/12/2020

O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "Jihadistas e Relações Internacionais", publicado no Diário de Notícias a 04/12/2020, pode ser acessado aqui: https://www.dn.pt/opiniao/opiniao-dn/convidados/jihadistas-e-relacoes-internacionais-13108945.html

***



Livro de Condolências

Devido ao falecimento, no passado dia 20 de Novembro, de Sua Santidade Irinej, Arcebispo de Peć, Metropolita de Belgrado-Karlovci e Patriarca da Sérvia, a da República da Sérvia em Lisboa informa que estará aberto um Livro de Condolências electrónico, cujas mensagens poderão ser enviadas para: serviaembanetcabo.pt ou por correio para: Rua de Alcolena, nº11, 1400-004 Lisboa.

                                                             ***



O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "Pós-verdade: Kosovo agradece os seis mil soldados portugueses que ajudaram à paz", publicado no Diário de Notícias a 22/10/2020

O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "Pós-verdade: Kosovo agradece os seis mil soldados portugueses que ajudaram à paz", publicado no Diário de Notícias a 22/10/2020, pode ser acessado aqui.

                                                              ***



Promoção da República da Sérvia como destino favorável para negócios

Incluímos links com brochuras: "SÉRVIA - Centro de desenvolvimento tecnológico emergente" e "Guia de medidas para apoiar o desenvolvimento da economia inovadora", com o objetivo de promover a República da Sérvia como um destino favorável para negócios e investimento em pesquisa e desenvolvimento e novas tecnologias:

https://innovations.serbiacreates.rs/


***



Participação de representantes sérvios no Campeonato Europeu Juvenil de Vela 2020 em Laser 4.7, que teve lugar em Vilamoura, Portugal, em Agosto de 2020

Representantes sérvios participaram e alcançaram resultados significativos no Campeonato Europeu Juvenil de Vela 2020 em Laser 4.7, que decorreu em Vilamoura, Portugal, de 14 a 21 de Agosto de 2020.

 

 



Covi-19: A entrada na República da Sérvia, 15 Agosto 2020

A entrada de cidadãos estrangeiros na República da Sérvia foi regulamentada por Decisão do Governo da Sérvia com o objetivo de impedir a propagação de doenças contagiosas no território do país. De acordo com a Decisão do Governo, o procedimento para a entrada de cidadãos estrangeiros é o seguinte:

Cidadãos estrangeiros que entrem na República da Sérvia vindos da República da Macedónia do Norte, da República da Bulgária, da Roménia e da República da Croácia estão autorizados a entrar na República da Sérvia se apresentarem um teste PCR negativo com menos de 48 horas, emitido pelo laboratório nacional de referência do país de onde provêm, ou seja, de onde entram no território da Sérvia.

Os cidadãos sérvios que chegam desses países estão isentos das condições acima mencionadas ao entrar na República da Sérvia.

As seguintes categorias de cidadãos estrangeiros estão isentos das condições acima mencionadas ao entrar na República da Sérvia, provenientes de um desses quatro países:

1) Cidadãos estrangeiros em trânsito pelo território da República da Sérvia, tais como:
tripulações de veículos rodoviários de transporte internacional de carga. No caso de trânsito internacional de carga por tráfego rodoviário, o mesmo será limitado a um período de até 12 horas, a partir do momento da entrada no território da República da Sérvia; tripulação de voo e tripulação de cabine de aeronaves com a República da Sérvia como destino final ou em trânsito por aeroportos internacionais na República da Sérvia;

2) Funcionários credenciados de missões diplomáticas e consulares estrangeiras e representações de organizações internacionais, incluindo os seus familiares, titulares de cartões de identidade especiais, ou seja, documentos de identificação emitidos pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros e pelo Secretariado-Geral do Governo;

3) Crianças até aos 12 anos, se o responsável legal ou o familiar que acompanha a criança apresentar um teste PCR negativo com menos de 48 horas;

4) Cidadãos estrangeiros com autorização para permanecer ou residir definitivamente na República da Sérvia.

Os cidadãos estrangeiros que entram no território da República da Sérvia vindos de outros destinos (que não a Macedónia do Norte, Bulgária, Roménia e Croácia) estão autorizados a entrar na República da Sérvia, de acordo com o procedimento actualmente em vigor, ou seja, não são obrigados a apresentar um teste PCR negativo nem a permanecer em isolamento/ quarentena.

A citada Decisão do Governo da Sérvia abole as anteriores medidas relativas à entrada de cidadãos montenegrinos na República da Sérvia, vindos do Montenegro. 

***



Reabriram os pedidos de visto, 22 de Maio de 2020

A Embaixada da República da Sérvia reabriu a sua secção consular para novos pedidos de visto.

Agradecemos que todos os candidatos que visitam a secção consular sigam as regras sanitárias básicas devido à situação pós-COVID-19 (usando máscara e luvas, mantendo 2m de distanciamento, agendando a reunião com antecedência).

***



Foi publicado um artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic com o título “Lendo Dostoiévski” no Diário de Notícias a 21.05.2020.

Foi publicado um artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic  com o título “Lendo Dostoiévski” no Diário de Notícias a 21.05.2020.

***

 



A PROIBIÇÃO TEMPORÁRIA DE ENTRADA NA REPÚBLICA DA SÉRVIA FOI ABOLIDA

O Governo da República da Sérvia aprovou a Decisão da revogar a Decisão de encerrar todas as passagens fronteririças de entrada na República da Sérvia, bem como a Decisão de colocar emendas à Decisão de declarar a doença COVID - 19 causada pela doença infecciosa SARS-CoV-2.


Com as referidas Decisões, as quais entram em vigor hoje, 22 de Maio de 2020, todas as passagens fronteririças da República da Sérvia foram abertas e a partir de hoje entra em vigor o regime usual para todas as categorias de cidadãos sérvios e estrangeiros.


As medidas epidemiológicas para todas as categorias de cidadãos sérvios e estrangeiros foram abolidas. Em substituição das medidas anteriores (isolamento domiciliário e obrigação de realizar um teste de PCR negativo), os passageiros receberão, durante o controle de passaporte, um aviso de saúde por escrito sobre as medidas a serem seguidas para evitar a disseminação de doenças infecciosas do COVID-19.

 



Informação do MNE português acerca do prolongamento da validade dos documentos devido às medidas de combate ao Covid19



Recepção do Ano Novo, organizada pelo Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa

O Embaixador Oliver Antic participou da recepção do Ano Novo, organizada pelo Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, para o Corpo Diplomático acreditado em Portugal



Entrar Sérvia - vistos

Os cidadãos de nacionalidade portuguesa podem viajar como turistas sem visto para a República da Sérvia com passaporte válido ou bilhete de identidade válido por um periodo superior a 6 meses.

* * *


ler mais...
Festa de Natal em Lisboa

Em 7 de janeiro, em Lisboa, realizou-se a liturgia de Natal na Igreja Ortodoxa da Sérvia em Belém. O Embaixador Oliver Antic, outros representantes da Embaixada da Sérvia e membros da diáspora sérvia em Portugal estiveram presentes na liturgia.


ler mais...
O Banco Nacional da República da Sérvia publicou o Guia Financeiro para Retornados

O Banco Nacional da República da Sérvia preparou um Guia Financeiro para Retornados, o qual procura melhorar a informação relativa às regulamentações cambiais para os nossos cidadãos que desejam retornar à República da Sérvia, num esforço para melhorar as condições para o seu retorno e uma integração mais rápida, além de facilitar a gestão dos seus recursos financeiros. O objectivo destas actividades é fornecer, num único local, todas as informações relacionadas com maioria das questões sobre câmbio, significativas para o retorno dos nossos cidadãos do exterior, de acordo com a legislação cambial. O guia financeiro pode ser acessado no site do Banco Nacional da Sérvia, através do seguinte link:

https://www.nbs.rs/internet/english/20/dev/finansijski_vodic_za_povratnike_e.pdf

http://http://www.nbs.rs/internet/latinica/20/plp/finansijski_vodic_za_povratnike.pdf

 



Visita de uma delegação da República da Sérvia organizada pela UN Women Serbia, Dezembro de 2019

Em 3 de Dezembro de 2019, a Embaixada da República da Sérvia em Lisboa organizou uma recepção para uma delegação que que veio numa visita de estudo a Lisboa, de 2 a 6 de Dezembro de 2019, organizada pela UN Women Serbia. 


ler mais...
Projeto "Mundo na Sérvia" - oferta de bolsa de estudo para o ano letivo 2019/2020.

Projeto "Mundo na Sérvia" - oferta de bolsa de estudo para o ano letivo 2019/2020. atribuidas a estudantes dos Estados-Membros e Observadores de países não alinhados em Universidade da Sérvia), prorrogação do prazo de inscrição.

Por carta de 18.11.2019. do Ministério da Educação, Ciência e Desenvolvimento Tecnológico fomos informados da prorrogação do prazo de inscrição para candidatos ao projeto "Mundo na Sérvia" até 30.11.2019.



Re-eleição da República da Sérvia para integrar o Conselho Executivo da UNESCO

A República da Sérvia foi re-eleita como membro do Conselho Executivo da UNESCO, com 155 votos dos Estados Membros da UNESCO, para o período 2019-2023, nas eleições realizadas durante a 40ª Sessão da Conferência Geral da UNESCO, a 20 de Novembro de 2019.
 


ler mais...
O Senhor Embaixador Oliver Antic esteve presente na recepção de despedida, no dia 27 de Junho, do Embaixador da Santa Sé para Portugal, Rev. Rino Passigato.

O Senhor Embaixador Oliver Antic esteve presente na recepção de despedida, no dia 27 de Junho, do Embaixador da Santa Sé para Portugal, Rev. Rino Passigato, ocasião em que agradeceu ao Núncio Apostólico pela cooperação e amizade pessoal. A Sérvia aprecia a posição da Santa Sé de não reconhecer o assim-chamado "Kosovo".


ler mais...
O livro de S. E. O Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antić, “Uma ponte para Andrić” encontra-se acessível na Biblioteca online da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 15.05.2019.

O livro de S. E. O Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antić, “Uma ponte para Andrić” encontra-se acessível na Biblioteca online da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa em:

LINK



Foi publicado no Publico de dia 24 de Abril de 2019 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intitulado "O sinos"

Foi publicado no Publico de dia 24 de Abril de 2019 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intitulado "O sinos"



Foi publicado no Publico de dia 05 de Fevereiro de Foi publicado no Publico de dia 09 de Abril de 2019 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intitulado "O problema do “Brexit” é mais complexo do que se pensa"

Foi publicado no Publico de dia 09 de Abril de 2019 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intitulado "O problema do “Brexit” é mais complexo do que se pensa"



Entrevista do embaixador Oliver Antic à agência de notícias "Lusa", 13 de março de 2019.



S.E. o Presidente da República de São Tomé e Príncipe, Evaristo Carvalho, recebeu do representante da República da Sérvia, S.E. o Embaixador Oliver Antic, as cartas credenciais, no dia 21 de Fevreiro de 2019, no Palácio presidencial, em São Tomé.

S.E. o Presidente da República de São Tomé e Príncipe, Evaristo Carvalho, recebeu do representante da República da Sérvia, S.E. o Embaixador Oliver Antic, as cartas credenciais, no dia 21 de Fevreiro de 2019, no Palácio presidencial, em São Tomé.



Celebração do Dia Nacional da República da Sérvia

Realizou-se no dia 18 de Fevereiro, nas instalações da Embaixada da República da Sérvia em Lisboa, no Restelo, a celebração do Dia Nacional da República da Sérvia. A recepção contou com a participação de mais de 100 convidados, representantes do corpo diplomático, da vida política e pública de Portugal, bem como da nossa diáspora.

 

 


ler mais...
Foi publicado no Publico de dia 05 de Fevereiro de 2019 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intitulado "Genocídio de Srebrenica"

Foi publicado no Publico de dia 05 de Fevereiro de 2019 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intitulado "Genocídio de Srebrenica"

link

 



O Presidente da República entregou o diploma do Prémio Científico IBM à vencedora desta edição, a investigadora sérvia Marija Vranic

O Presidente da República entregou o diploma do Prémio Científico IBM à vencedora desta edição, a investigadora sérvia Marija Vranic.


ler mais...
Cumprimentos de Ano Novo do Corpo Diplomático acreditado em Portugal, Palácio Nacional da Ajuda 14.01.2019

Cumprimentos de Ano Novo do Corpo Diplomático acreditado em Portugal, Palácio Nacional da Ajuda, 14.01.2019

 


ler mais...
Foi publicado no Publico de dia 10 de Janeiro de 2019 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intitulado Nikola Tesla: "A Europa nunca poderá pagar a grande dívida que tem para com o povo sérvio"

LINK



Foi publicado no Publico de dia 01 de Diecembro de 2018 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intituladoFascismo - Um Alerta, de Madeleine Albright

Foi publicado no Publico de dia 01 de Diecembro de 2018 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intituladoFascismo - Um Alerta, de Madeleine Albright.

LINK ENG

 



Primeiro Ministro da República da Sérvia, Ana Brnabic no "Web Summit" em Lisboa, 06.11.2018.

Primeiro Ministro da República da Sérvia, Ana Brnabic no "Web Summit" em Lisboa, 06.11.2018.


ler mais...
A Secretária Executiva da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Maria do Carmo Silveira, recebeu o representante da República da Sérvia junto da CPLP, Oliver Antic, para receber as cartas credenciais, no dia 18 de outubro de 2018, no Palácio Conde de Penafiel, em Lisboa.

A Secretária Executiva da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Maria do Carmo Silveira, recebeu o representante da República da Sérvia junto da CPLP, Oliver Antic, para receber as cartas credenciais, no dia 18 de outubro de 2018, no Palácio Conde de Penafiel, em Lisboa.

 

 


ler mais...
Memória de um grande 'barrister'

Foi publicado no Diário de Notícias de dia 10 de Setembro de 2018 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intitulado:

Memória de um grande 'barrister'



A Grande Guerra: um grande jubileu da aliança Sérvia-Portugal

Foi publicado no Diário de Notícias de dia 29 de Julho de 2018 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intitulado ´´A Grande Guerra: um grande jubileu da aliança Sérvia-Portugal´´

https://www.dn.pt/opiniao/opiniao-dn/convidados/interior/a-grande-guerra-um-grande-jubileu-da-alianca-servia-portugal-9652647.html



19-20.04.2018. Adesão da Sérvia à UE é perturbada pela ligação à questão do Kosovo

19-20.04.2018. Adesão da Sérvia à UE é perturbada pela ligação à questão do Kosovo


ler mais...
Foi publicado no Diário de Notícias de dia 15 de Abril de 2017 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intitulado Unidade da Europa:"O sonho de alguns...?"



Portugal e Sérvia celebram 135 anos de relacõ bilateralas

 

LINK1

LINK2

 

 


ler mais...
Passaportes biometricos

A Embaixada da República da Sérvia em Lisboa informa que a partir de 1 Agosto de 2013 poderá receber pedidos para emissão de passaportes biométricos da República da Sérvia. Para agendar uma entrevista, por favor contacte a Embaixada por telefone ou via e-mail.



Novidades
Apresentação as cartas credenciais da Senhora Embaixadora da República da Sérviaao Senhor Presidente da República Portuguesa
Visita a exposição de fotografia ,Beograd Concrete’
Participação no Concerto no âmbito do Festival Internacional De Música De Marvão 2022, 30 Julho
Reunião do Ministro dos Negócios Estrangeiros Selaković com o Chefe da Delegação da UE e os Embaixadores dos Estados-Membros da UE
Faleceu o embaixador Oliver Antic
Artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic, publicado no DN sobre 140 anos de relações diplomáticas entre Portugal e a Sérvia, 14 Fevereiro 2022
Belgrado terá Centro para a Quarta Revolução Industrial
Promoçao de album da nossa cantora Tamara Jokić "Transibérica", 3 de fevereiro 2022
Artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "Novak celebra Natal no prisão", publicado no DN, 18 Janeiro 2022
Selaković: Sérvia deseja estreitar laços com Cabo Verde, 24 de Novembro de 2021
Obraćanje predsednika Republike Srbije na konferenciji Ujedinjenih nacija o klimatskim promenama COP26 održanoj u Glazgovu, 2. novembra 2021. godine
Comunicação contínua com a UE sobre futuras reformas, 22 de Outubro de 2021
Selaković no Conselho de Segurança: o diálogo e a implementação dos acordos alcançados são a única forma correcta de resolver todas as questões em aberto,15 de Outubro de 2021
Selaković em Nova Iorque com 28 Ministros dos Negócios Estrangeiros relata os sucessos económicos da Sérvia e a situação no K&M,25 de Setembro de 2021
Conversa telefónica entre o Presidente Vučić e o Secretário-Geral da NATO, 26 de Setembro de 2021
Um artigo de opinião do Embaixador Oliver Antic "Na senda da medida perdida" foi publicado no DN
A Primeira-Ministra Ana Brnabić na cimeira Global COVID-19 da Casa Branca, 22 de Setembro de 2021
O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic, intitulado "A continuação de uma tragédia" , foi publicado ontem no DN, no dia 29 de agosto 2021
Presidente Vučić: Nós decidimos - o nosso objectivo é a UE, mas a China é um parceiro importante
A Sérvia obteve um grande êxito na área da digitalização
Selaković convidou representantes do MNA para se reunirem em Belgrado em Outubro
O Presidente Vučić participou na conferência “Mini-Schengen”
O POLITICAMENTE CORRECTO E A VERDADE
Prémio Prestígio para um jovem sérvio.
Ministro Selaković apresenta o novo serviço “e-consulado”
Vučić: Consideramos a Europa a nossa casa
O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "Crise e justiça social", publicado no Diario de Noticias, 03 Maio 2021
Reunião com o Alto Representante da UE para os Negócios Estrangeiros e Política de Segurança
Assinatura do Acordo de Financiamento para a segunda parte do Programa de Acção IPA para 2020
O Presidente Vučić: reunião online com representantes da delegação do FMI
Reunião com o Director Regional para a Europa da Organização Mundial da Saúde
Selaković: O extremismo político dos albaneses do Kosovo e Metohija está a tornar-se mais duro
Selaković: Pristina persiste na campanha de ódio contra o povo sérvio
O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic acerca do processo de Vacinação na Sérvia, publicado na Diario de Noticias, 8 Abril 2021
O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "A Grecia comemora 200 anos de indepêndencia", publicado na Diario de Noticias, 29 Março 2021
Celebração do Dia da Memória das vítimas da agressão da NATO
Alfabetização digital, conectividade digital para todos os cidadãos
Por que investir na Sérvia?
Assinalando o Dia em Memória do massacre no Kosovo e Metohija, a 17 de Março de 2004
Encontro com o Chefe da Delegação da União Europeia
República da Sérvia marca o "Mês da Francofonia"
O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "Liberdade, justiça e igualdade fazem parte da herança civilizacional da Sérvia", publicado na Diplomática
COMMEMORAÇÂO DO DIA NACIONAL DA REPÚBLICA DA SÉRVIA, 15 DE FEVEREIRO
DIA NACIONAL DA SÉRVIA, A 15 DE FEVEREIRO DE 2021
Encontro com o Chefe da Delegação da União Europeia na Sérvia
Potencial significativo para o desenvolvimento da cooperação com Portugal
E - Visa - Instruções de pagamento
Presidente Vučić: Sérvia é a primeira na Europa em termos de crescimento
Encontro com a Embaixadora da República de Portugal
Cada sérvio da diáspora é potencialmente um lobista
MNE Selakovic: Novos embaixadores serão nomeados este ano, mas os objectivos permanecem os mesmos
O Embaixador da República da Sérvia em Portugal Oliver Antic deseja-lhe um Feliz Ano Novo
O Ministério dos Negócios Estrangeiros da República da Sérvia deseja-lhe um Feliz Ano Novo
Presidente Vucic: A Sérvia deve permanecer no rumo de uma política vitoriosa de estabilidade
Primeira-Ministra sérvia foi o primeiro chefe do governo europeu a receber a vacina para o covid-19
J. Joksimović e Michael Roth discutem negociações de adesão da Sérvia e nova metodologia
Declaracao do Ministerio dos Negocios Estrangeiros
Encontro entre os Embaixadores dos Estados-Membros da UE acreditados na Sérvia e o Chefe da Delegação da UE
O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "Jihadistas e Relações Internacionais", publicado no Diário de Notícias a 04/12/2020
Livro de Condolências
O artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic "Pós-verdade: Kosovo agradece os seis mil soldados portugueses que ajudaram à paz", publicado no Diário de Notícias a 22/10/2020
Promoção da República da Sérvia como destino favorável para negócios
Participação de representantes sérvios no Campeonato Europeu Juvenil de Vela 2020 em Laser 4.7, que teve lugar em Vilamoura, Portugal, em Agosto de 2020
Covi-19: A entrada na República da Sérvia, 15 Agosto 2020
Reabriram os pedidos de visto, 22 de Maio de 2020
Foi publicado um artigo do Senhor Embaixador Oliver Antic com o título “Lendo Dostoiévski” no Diário de Notícias a 21.05.2020.
A PROIBIÇÃO TEMPORÁRIA DE ENTRADA NA REPÚBLICA DA SÉRVIA FOI ABOLIDA
Informação do MNE português acerca do prolongamento da validade dos documentos devido às medidas de combate ao Covid19
Recepção do Ano Novo, organizada pelo Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa
Entrar Sérvia - vistos
Festa de Natal em Lisboa
O Banco Nacional da República da Sérvia publicou o Guia Financeiro para Retornados
Visita de uma delegação da República da Sérvia organizada pela UN Women Serbia, Dezembro de 2019
Projeto "Mundo na Sérvia" - oferta de bolsa de estudo para o ano letivo 2019/2020.
Re-eleição da República da Sérvia para integrar o Conselho Executivo da UNESCO
O Senhor Embaixador Oliver Antic esteve presente na recepção de despedida, no dia 27 de Junho, do Embaixador da Santa Sé para Portugal, Rev. Rino Passigato.
O livro de S. E. O Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antić, “Uma ponte para Andrić” encontra-se acessível na Biblioteca online da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 15.05.2019.
Foi publicado no Publico de dia 24 de Abril de 2019 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intitulado "O sinos"
Foi publicado no Publico de dia 05 de Fevereiro de Foi publicado no Publico de dia 09 de Abril de 2019 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intitulado "O problema do “Brexit” é mais complexo do que se pensa"
Entrevista do embaixador Oliver Antic à agência de notícias "Lusa", 13 de março de 2019.
S.E. o Presidente da República de São Tomé e Príncipe, Evaristo Carvalho, recebeu do representante da República da Sérvia, S.E. o Embaixador Oliver Antic, as cartas credenciais, no dia 21 de Fevreiro de 2019, no Palácio presidencial, em São Tomé.
Celebração do Dia Nacional da República da Sérvia
Foi publicado no Publico de dia 05 de Fevereiro de 2019 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intitulado "Genocídio de Srebrenica"
O Presidente da República entregou o diploma do Prémio Científico IBM à vencedora desta edição, a investigadora sérvia Marija Vranic
Cumprimentos de Ano Novo do Corpo Diplomático acreditado em Portugal, Palácio Nacional da Ajuda 14.01.2019
Foi publicado no Publico de dia 10 de Janeiro de 2019 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intitulado Nikola Tesla: "A Europa nunca poderá pagar a grande dívida que tem para com o povo sérvio"
Foi publicado no Publico de dia 01 de Diecembro de 2018 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intituladoFascismo - Um Alerta, de Madeleine Albright
Primeiro Ministro da República da Sérvia, Ana Brnabic no "Web Summit" em Lisboa, 06.11.2018.
A Secretária Executiva da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Maria do Carmo Silveira, recebeu o representante da República da Sérvia junto da CPLP, Oliver Antic, para receber as cartas credenciais, no dia 18 de outubro de 2018, no Palácio Conde de Penafiel, em Lisboa.
Memória de um grande 'barrister'
A Grande Guerra: um grande jubileu da aliança Sérvia-Portugal
19-20.04.2018. Adesão da Sérvia à UE é perturbada pela ligação à questão do Kosovo
Foi publicado no Diário de Notícias de dia 15 de Abril de 2017 um artigo de opinião do Senhor Embaixador da Sérvia, Prof. Doutor Oliver Antiċ, intitulado Unidade da Europa:"O sonho de alguns...?"
Portugal e Sérvia celebram 135 anos de relacõ bilateralas
Passaportes biometricos
Arquivos Notícias